Cuba faz duras críticas ao ataque dos EUA contra Síria

© AFP 2022 / YAMIL LAGEBandeira de Cuba perto do prédio da embaixada dos EUA nesse país
Bandeira de Cuba perto do prédio da embaixada dos EUA nesse país - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Cuba expressou forte condenação em relação ao novo ataque perpetrado pelos Estados Unidos e alguns de seus aliados na noite de 13 de abril contra instalações militares e civis na Síria, usando como pretexto o suposto uso de armas químicas pelo governo sírio.

"Essa ação unilateral, fora do Conselho de Segurança das Nações Unidas, constitui uma flagrante violação dos princípios do Direito Internacional e da Carta da organização, constituindo um ultraje contra um Estado soberano, que intensifica o conflito no país e na região", diz o comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores de Cuba.

Vladímir Putin e Recep Tayyip Erdogan - Sputnik Brasil
Putin diz que ataque dos EUA contra Síria viola Carta da ONU
O documento acrescenta que "os Estados Unidos atacaram a Síria sem ter demonstrado o uso de armas químicas pelo governo daquele país, apesar do fato de que a Secretaria Técnica da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) informou que uma equipe da Missão de Investigação de Fatos seria implantada em breve para inspecionar imediatamente a cidade de Douma, conforme solicitado pela Síria e pela Rússia".

Em sua condição de signatário original e parte da Convenção sobre Armas Químicas, Cuba "rejeita firmemente o uso dessas armas e outras de extermínio em massa, por qualquer ator e em qualquer circunstância e expressa sua solidariedade com o povo e o governo da Síria pela perda de vidas e danos materiais, como conseqüência desse ataque atroz". 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала