Exército de Israel deixa mais de 500 palestinos feridos, em Gaza

© REUTERS / Amir CohenMilitares israelenses usam gás lacrimogêneo contra os manifestantes palestinos na Faixa de Gaza, em 30 de março de 2018
Militares israelenses usam gás lacrimogêneo contra os manifestantes palestinos na Faixa de Gaza, em 30 de março de 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pelo menos 528 palestinos ficaram feridos após serem atacados pelo Exército israelense na fronteira de Gaza nesta sexta-feira (13), disse o porta-voz do Ministério da Saúde palestino, Ashraf Kedra, à Sputnik.

"O número de feridos na fronteira com a Faixa de Gaza chegou a 528 pessoas, entre elas 14 médicos e dois jornalistas. Três dos feridos, incluindo os dois jornalistas, estão em estado grave", disse Kedra.

Drone norte-americano MQ-9 Reaper - Sputnik Brasil
Tel-Aviv afirma que drone iraniano abatido tinha Israel como alvo
Durante o dia, a assessoria de imprensa das Forças de Defesa de Israel (FDI) relatou que cerca de 10 mil palestinos participaram dos confrontos nesta sexta-feira (13) na fronteira de Gaza, lançando coquetel Molotov e fazendo repetidas tentativas a infraestrutura de segurança.

Desde o dia 30 de março, dezenas de milhares de palestinos se reuniram ao longo da fronteira israelense em um protesto chamado Grande Marcha de Retorno. 

Os palestinos estão exigindo o acesso a terras nativas que foram usadas para criar o estado de Israel. Espera-se que os protestos continuem até 15 de maio. Até agora, pelo menos 30 palestinos foram mortos e mais de 3 mil ficaram feridos enquanto as forças israelenses continuam a reprimir as manifestações.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала