Modelo alemã loira 'torna-se' negra e é batizada no Quênia (FOTOS)

© AFP 2022 / CARL DE SOUZAMulheres africanas perto da assembleia de voto em Ewaso Kendo, distrito de Kajiado, Quênia, 8 de agosto de 2017
Mulheres africanas perto da assembleia de voto em Ewaso Kendo, distrito de Kajiado, Quênia, 8 de agosto de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A modelo alemã Martina Big, nascida branca e loira, submeteu-se a aplicações de injeção para ficar com a pele negra e foi batizada com um nome tradicional do povo Swahili no Quênia, reporta o jornal The Mirror.

"Uma das minhas amigas quenianas comentou com um pastor local sobre minha transformação em uma mulher negra e o quanto eu desejava ser uma verdadeira africana", disse Big. 

Em virtude disso, o pastor convidou a alemã para ir à igreja na cidade de Nyeri, onde ela foi batizada com o nome de Malaika Kubwa, que significa "grande anjo".

Big diz estar feliz e orgulhosa por ter se tornado uma verdadeira mulher africana e que até seus traços faciais estão se assemelhando aos dos africanos.

"Fiquei surpresa com o quanto sou conhecida no Quênia", a modelo compartilhou e acrescentou que ela era constantemente abordada nas ruas para tirar fotos.

Previamente, Martina Big alegou que seu corpo se transformava naturalmente em um corpo com semelhanças africanas. 

"Fui ao cabeleireiro para cortar o cabelo. Após o procedimento, notei que meu cabelo escureceu e sua estrutura se mudou", acrescentando que a cor de seus olhos também tinha escurecido sem interferência externa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала