Trump: 'Nunca disse quando aconteceria um ataque contra Síria'

© AP Photo / Evan VucciPresident Donald Trump speaks before he signs a presidential memorandum imposing tariffs and investment restrictions on China in the Diplomatic Reception Room of the White House, Thursday, March 22, 2018, in Washington.
President Donald Trump speaks before he signs a presidential memorandum imposing tariffs and investment restrictions on China in the Diplomatic Reception Room of the White House, Thursday, March 22, 2018, in Washington. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos EUA, Donald Trump declarou que o ataque contra Síria "poderia ser muito em breve, ou não tão em breve assim".

O presidente dos EUA, Donald Trump, assegurou em sua página do Twitter, que nunca marcou a data certa para lançar uma ofensiva contra Síria como represália ao suposto ataque químico reportado na cidade de Douma.

Eu nunca disse quando aconteceria um ataque contra a Síria. Poderia ser em breve, ou não tão em breve assim! De qualquer forma, os Estados Unidos sob minha administração fizeram um ótimo trabalho quanto à libertação da região do Daesh (organização terrorista proibida em vários países, incluindo na Rússia). Então, onde está o nosso "Obrigado, América?".  

Previamente, Trump escreveu no Twitter que a Rússia deveria estar pronta para enfrentar novos e "inteligentes" mísseis disparados contra a Síria.

Donald Trump discursando sobre a Estratégia da Segurança Nacional na segunda-feira, 18 de dezembro - Sputnik Brasil
Trump responsabiliza Rússia e Síria por ataque químico em Douma
Em resposta a questão se a recente advertência do presidente dos EUA dificulta o planejamento de uma resposta estadunidense ou representa ameaça para a segurança nacional, a Casa Branca se declarou: "Não, de modo algum", afirmou a secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders.

O presidente estadunidense culpou Damasco do suposto ataque químico de 7 de abril, apesar dos investigadores da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) ainda não terem começado a investigação oficial. Na terça-feira (10), a OPAQ prometeu enviar um grupo de especialistas próprios à cidade síria.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала