Força Aérea chinesa realiza exercícios nas montanhas simulando guerra com Taiwan

© AP Photo / Jin Danhua/XinhuaDois caças chineses SU-30 decolam de um local não especificado para fazer uma patrulha sobre o Mar do Sul da China.
Dois caças chineses SU-30 decolam de um local não especificado para fazer uma patrulha sobre o Mar do Sul da China. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Aviões de guerra do Comando do Leste do Exército Popular de Libertação realizaram exercícios sobre terrenos acidentados no oeste da China para simular condições de batalha sobre Taiwan, onde é "mais provável" que os aviões sejam enviados para a batalha real, informa o Global Times.

"O continente precisa continuar se preparando para um possível confronto militar no Estreito. Um confronto militar com Taiwan está se tornando mais provável e pode ocorrer mais cedo ou mais tarde", publicou um editorial do Global Times em 8 de abril.

Bandeira do Taiwan - Sputnik Brasil
Após premiê falar em independência, Taiwan e China trocam farpas na Ásia
Recentemente, pilotos praticaram disparos contra alvos no solo no planalto de Qinghair-Tibet para simular sobrevoo às montanhas e vales estreitos na ilha de Taiwan, separada da China continental apenas pelos 81 quilômetros de mar no Estreito de Taiwan.

Os pilotos e aviões de guerra do Comando do Leste do Exército da Libertação Popular (ELP) liderariam a força chinesa em caso de declaração de guerra contra Taiwan. O Comando tem vasta expertise em assalto anfíbio, mas os pilotos estariam "fora de prática" no que diz respeito à garantia de um espaço aéreo disputado sobre o terreno de Taiwan, informou o Asia Times na terça-feira.

Há muito tempo, Pequim considera a ilha autônoma uma província separatista, destinada à reunificação com o resto da China. O ELP demonstrou sua capacidade fazer cumprir a vontade através da via militar, com exercícios aéreos cercando a ilha e dezenas de navios da Marinha Americana que praticavam em Haian.

Como "o custo de lidar com Taiwan está aumentando imensamente, uma solução rápida para a questão pode ser essencial. Apesar de um número de pessoas sendo contra a reunificação pela força, o número que é pró-força e antecipando uma guerra cruzada está crescendo sem precedentes", alertou o Global Times, uma agência de notícias de propriedade chinesa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала