Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

República Sérvia sobre manobras da OTAN: 'Que treinem em algum outro lugar'

© flickr.com / US Air Force / Benjamin WisemanCaças-bombardeiros norte-americanos A-10 Thunderbolt II
Caças-bombardeiros norte-americanos A-10 Thunderbolt II - Sputnik Brasil
Nos siga no
O presidente da República Sérvia da Bósnia comentou duramente as informações sobre supostos planos da OTAN de realizar manobras no território do país.

"A OTAN não vai realizar manobras no território da República Sérvia porque os cidadãos estão contra isso e não confiam na aliança", afirmou no dia 3 de abril Milorad Dodik, presidente da República Sérvia, durante uma coletiva de imprensa.

O então primeiro-ministro da Sérvia, Aleksandar Vucic, durante conferência de imprensa na cidade de Belgrado, na Sérvia. - Sputnik Brasil
Sérvia homenageia vítimas de atentados da OTAN de 1999
Em fevereiro, surgiram informações de que no início de 2019 no polígono de Manjaca, perto da principal cidade da República Sérvia, Banja Luka, seriam realizadas manobras das quais participariam aviões da OTAN A-10, equipados com canhões Vulcan, cujos projetis contêm urânio empobrecido.

Posteriormente, Sarajevo desmentiu as informações sobre o urânio empobrecido. A embaixada da Bósnia e Herzegovina assinalou também que, caso as manobras se realizem, as munições reais não serão utilizadas, enquanto o envolvimento dos aviões A-10 somente está sendo considerado como uma das opções.

Contudo, segundo assinalou Dodik, "não podemos confiar em promessas, já que todos sabem: quando os aviões de combate dos EUA aterrissam em algum território, as autoridades locais não podem controlar a situação".

Homem acena com uma bandeira contra a OTAN e União Europeia em Belgrado, Sérvia, 27 de março de 2016 - Sputnik Brasil
Presidente da Sérvia explica por que seu país não deseja fazer parte da OTAN
Dodik aconselhou a OTAN a "treinar em algum outro lugar" e afirmou que a República Sérvia não permitirá que a Bósnia e Herzegovina se envolva em alguma aliança militar. Enquanto isso, o presidente assegurou não ter objeções contra a colaboração da Bósnia e Herzegovina com a OTAN no âmbito do programa "Parceria para a Paz".

Em entrevista à Sputnik Sérvia, o especialista em segurança internacional, Predrag Ceranic, comentou a situação.

"Seria bom se a OTAN fornecesse informações completas [sobre essas manobras], já que isso poderia acalmar um pouco a população que já sofreu demais com as operações da OTAN e ainda continua sentindo suas consequências", afirmou.

De acordo com ele, as intenções de realizar manobras militares no território da República Sérvia demonstram que a OTAN tenciona envolver a Bósnia e Herzegovina na aliança.

Caça russo MiG-29 - Sputnik Brasil
Ministro sérvio conta como Moscou ajudou a restabelecer defesa antiaérea do país
O especialista acredita que a população da área onde se encontra o polígono estará pronta para bloquear o acesso ao polígono do equipamento militar e soldados da OTAN.

Por sua vez, o coronel aposentado Milovan Milutinovic afirmou à Sputnik Sérvia que o polígono de Manjaca não é o local adequado para utilizar projetis de urânio empobrecido. Milutinovic recordou que o Exército Popular Iugoslavo realizava exercícios de fogo real nesse polígono, contudo, naquela época a área não estava tão densamente povoada como hoje em dia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала