- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Polícia Federal prende homem apontado como operador do PSDB

© Jessika Lima/AIG-MREMinistro José Serra
Ministro José Serra - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira (6) Paulo Vieira de Souza, apontado como operador do PSDB e ex-diretor da empresa paulista de infraestrutura rodoviária, a Dersa.

Ele é acusado de desviar recursos públicos durante as gestões tucanas entre os anos de 2009 e 2011, durante os governos de José Serra, Alberto Goldman e Geraldo Alckmin. Conhecido como Paulo Preto, ele estava em casa no momento da prisão e foi levado ao Centro de Detenção Provisória de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo.

Em nota, os advogados Bialski e José Roberto Santoro, que defendem o suposto operador, disseram que a prisão não tem relação com a Lava Jato.

João Doria Júnior toma posse como prefeito da cidade de São Paulo - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Doria quer ser governador para se lançar à Presidência do Brasil, diz ex-líder do PSDB
"A defesa do engenheiro Paulo Vieira de Souza informa que a prisão do ex-diretor de Engenharia do Dersa nos governos Geraldo Alckmin e José Serra NÃO tem qualquer relação com a Lava Jato. Foi decretada no âmbito de processo sobre supostas irregularidades ocorridas em desapropriações para construção do Rodoanel Sul. No entendimento da defesa, trata-se de uma medida arbitária, sem fundamentos legais, além de desnecessária diante do perfil e da rotina do investigado, sempre à disposição da Justiça".

A Justiça Federal determinou a prisão preventiva de Paulo Vieira de Souza e autorizou busca e apreensão em sua residência.

Segundo o Ministério Público, Paulo Preto comandou o desvio de dinheiro em obras como trecho Sul do Rodoanel, o prolongamento da avenida jacu Pêssego e da Nova Marginal Tietê, em São Paulo.
Paulo Preto é acusado dos crimes de formação de quadrilha, inserção de dados falsos em sistema público e peculato, que é a apropriação de recursos públicos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала