Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA impõem sanções contra 38 indivíduos e entidades russas

© AFP 2021 / MLADEN ANTONOVBandeiras russa e norte-americana
Bandeiras russa e norte-americana - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os EUA introduziram sanções contra 38 empresários e empresas russas, disse o Departamento de Finanças norte-americano em comunicado de imprensa no dia 6 de abril.

Novas sanções dos EUA contra a Rússia vêm em resposta a todas as ações de Moscou, ainda antes da administração de Trump entrar no poder, declarou um oficial norte-americano.

A lista negra dos EUA inclui, entre outros, o chefe da Gazprom Aleksei Miller, o presidente do banco VTB Andrei Kostin, o ministro do Interior Vladimir Kolokoltsev, o presidente do Conselho da Federação do Comitê de Assuntos Internacionais Konstantin Kosachev, o diretor do Instituto Russo dos Estudos Estatégicos Mikhail Fradkov, e etc.

A bandeira da República Popular da China e as Estrelas e Listras dos Estados Unidos tremulam pela Avenida da Pensilvânia, perto do Capitólio dos EUA, durante a visita de Estado do presidente chinês, Hu Jintao em 18 de janeiro de 2011 (foto de arquivo). - Sputnik Brasil
Casa Branca espera evitar escalada das sanções comerciais com China
As sanções também foram impostas contra os empresários Oleg Deripaska, Igor Rotenberg, Kirill Shamalov e Viktor Vekselberg, diz-se no comunicado.

O Departamento de Finanças também disse que sanciona empresas russas como Rusal, Russian Machines, Basic Element, Renova Group Gaz Group, Kuban Agro, Gazprom Drilling e Gazprom Burenie.

Conforme declarou o alto funcionário da administração norte-americana, todas essas ações foram cuidadosamente coordenadas tanto dentro do governo quanto com os aliados dos EUA, em particular os europeus.

Anteriormente, a mídia comunicou que já se esperavam novas sanções econômicas contra negociantes e políticos russos nesta semana.

As sanções foram planejadas antes da Rússia ter sido acusada de estar envolvida no envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal, no Reino Unido. Moscou constantemente negou seu envolvimento no incidente, bem como nas eleições presidenciais dos EUA em 2016.

Além de rejeitar as acusações de Londres, Moscou apelou para a investigação conjunta do incidente.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала