Vêm à tona misteriosos dispositivos de espionagem em Washington

© AP Photo / Jacquelyn MartinMembro do Congresso dos EUA conversando por telefone no Capitólio
Membro do Congresso dos EUA conversando por telefone no Capitólio - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Departamento de Segurança Nacional dos EUA (DHS, na sigla em inglês) confirmou a existência de kits de espionagem na zona de Washington que podem controlar celulares e interceptar ligações telefônicas e mensagens dos usuários.

Trata-se da primeira vez que o governo dos EUA admite o uso de dispositivos de espionagem na capital do país.

Espião trabalhando - Sputnik Brasil
Jogos de espiões: norte-americanos explicam por que é difícil vigiar agentes russos
O DHS informou sobre os dispositivos em uma carta de resposta ao senador Ron Wyden, que solicitou ao departamento os dados sobre o uso não autorizado deste tipo de equipamento. A agência de notícias AP recebeu acesso à carta enviada pela instituição ao senador.

Na mensagem, o DHS afirmou não ter observado "uma atividade anômala" ligada ao uso destes dispositivos, conhecidos nos EUA como "stingrays" por levarem o nome da empresa que os produz.

Apesar de haver chances de os kits estarem sendo usados por espiões estrangeiros, o departamento não especificou quem está utilizando os dispositivos. Em sua carta ao senador Wyden, o DHS assinalou que estes dispositivos são "ilegais" nas mãos de "maliciosos" e que "ameaçam a segurança da comunicação, o que resulta em riscos econômicos, de segurança e privacidade".

Os "stingrays" são dispositivos de vigilância de celulares que emitem sinais das torres de telefonia móvel. Do tamanho de uma mala, os kits enviam sinais para "enganar" os telefones móveis e receber informação sobre seu local e identificação. Além de controlar o celular de um suspeito, os dispositivos também coletam informação de celulares de todos que estão por perto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала