Policiais são suspeitos de envolvimento em incêndio que matou 68 em cadeia na Venezuela

© Sputnik / Ivan Rudnev / Abrir o banco de imagensPrisão
Prisão - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um total de cinco policiais foram detidos na Venezuela sob a acusação de serem responsáveis por um incêndio em uma delegacia de polícia na cidade de Valência que matou 68 pessoas, disse o procurador-geral do país, Tarek William Saab.

Sede da ONU em Nova York - Sputnik Brasil
ONU pede investigação de incêndio em prisão da Venezuela que deixou 68 mortos
O incêndio na delegacia de polícia na cidade de Valência ocorreu na quarta-feira. Segundo as informações mais recentes, 66 presos e duas mulheres, que visitavam seus maridos na cadeia, morreram no incêndio.

"As ordens para a detenção do Ministério Público foram emitidas para cinco policiais de Carabobo, que podem ser responsáveis pelos trágicos eventos que resultaram em 68 mortes no gabinete do comandante da região. Eles já foram detidos", escreveu Saab em um tweet no sábado.

Segundo o procurador-geral, o vice-diretor da prisão está entre os detidos.

Após o incêndio, o governo venezuelano instruiu o Ministério Público a investigar as circunstâncias do incêndio e expressou condolências às famílias e parentes das vítimas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала