OTAN designa condição para restaurar cooperação anterior com Moscou

© AFP 2022 / Justin TALLISBandeira da OTAN com um militar em fundo
Bandeira da OTAN com um militar em fundo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A OTAN e Rússia vão restaurar a cooperação anterior quando Moscou "começar a atuar em correspondência com o direito internacional", declarou o chefe do Comitê Militar da Aliança, Petr Pavel.

"Queremos evitar confrontação, mas não podemos ignorar como a Rússia viola as normas internacionais. É impossível regressar à cooperação anterior enquanto a Rússia não atuar de acordo com o direito internacional", cita o militar a edição tcheca Aktualne.

O tanque M1A2 Abrams durante os exercícios conjuntos Parceiro Nobre 2016, arredores de Tbilisi - Sputnik Brasil
Opinião: OTAN mente dizendo que seu potencial não corresponde à 'ameaça russa'
Conforme o general, a OTAN está interessada em estabelecer um diálogo construtivo com a Rússia, mas a situação agravou muito na sequência do envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia no Reino Unido. No entanto, Pavel decidiu não culpar diretamente a parte russa do envolvimento no incidente em Salisbury e está certo de que os criminosos serão encontrados.

Contudo, o general notou que apesar das dificuldades nas relações entre a organização e Moscou, os contatos se mantêm. Por exemplo, em setembro do ano passado Pavel teve um encontro com o chefe do Estado-Maior da Rússia, general de exército Valery Gerasimov, que também mantém conversações com o comandante supremo das Forças Conjuntas da OTAN, Curtis Scaparrotti.

Em 4 de março, o ex-espião russo Sergei Skripal e sua filha Yulia foram envenenados. A parte britânica afirma que a Rússia está envolvida no envenenamento, o que é negado categoricamente por Moscou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала