Invencível míssil russo que pode deixar navios de combate dos EUA impotentes

© Sputnik / Igor Zarembo / Abrir o banco de imagensLançamento de um míssil de cruzeiro
Lançamento de um míssil de cruzeiro - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Que ameaça representam os mísseis russos Kh-32 para a Marinha dos EUA? Analista militar russo esclarece o assunto.

Segundo indica o especialista militar Konstantin Sivkov, o fato de que os mísseis Kh-32 entram em serviço e serão usados para a aviação de longo alcance da Rússia, deixa navios de combate norte-americanos impotentes.

"Seu aparecimento no arsenal da nossa aviação de longo alcance significativamente muda o equilíbrio das forças nos cenários de guerra oceânicos e marítimos, porque estes projéteis contam com características muito marcantes", escreve Sivkov em seu artigo publicado no jornal militar russo Voenno-Promyshlenny Kurier (Correio Militar Industrial).

Lançamento do míssil balistico intercontinental R-36М2 Voevoda - Sputnik Brasil
Chegou a hora: Rússia deixará de utilizar míssil 'Satã'
O analista sublinha que a causa principal desta alteração é que o Kh-32 deixa indefesos os navios de guerra estadunidenses, em particular, os destróieres Arleigh Burke e cruzadores de classe Ticonderoga.

A comparação das características do Kh-32 com o projétil estadunidense Standard Missile-6 (SM-6) — que faz parte do arsenal do Ticonderoga e do Arleigh Burke- revela que a altitude máxima que pode ser alcançada pelo foguete de produção russa supera quase em sete quilômetros a do míssil norte-americano SM-6. Ao mesmo tempo, a velocidade máxima do Kh-32 é quase duas vezes maior do que a do SM-6: 1.500 metros por segundo contra 800.

"A conclusão é que os estadunidenses não poderão destruir o projétil russo. O disparo com 24 mísseis Kh-32 contra um grupo naval de ataque [dos EUA] será letal", resume Sivkov.

O Kh-32 entrou em serviço das Forças Armadas da Rússia em 2016. O projétil pesa aproximadamente 5.800 quilogramas, enquanto o peso da sua ogiva nuclear atinge 500 quilogramas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала