'Boicote não afetará participação da Inglaterra na Copa do Mundo', diz Boris Johnson

© AFP 2022 / Stefan RousseauChanceler britânico, Boris Johnson, na Praça Vermelha em Moscou, durante visita oficial em 22 de dezembro de 2017
Chanceler britânico, Boris Johnson, na Praça Vermelha em Moscou, durante visita oficial em 22 de dezembro de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Boris Johnson, declarou que o boicote diplomático britânico à Copa do Mundo da Rússia não afetará a participação do time inglês no evento. Segundo ele, isso seria uma punição para os torcedores ingleses e não para a Rússia.

"Não temos planos de boicotar a Copa do Mundo pela equipe da Inglaterra. Essas coisas, em primeiro lugar, são decididas pela Associação de Futebol, e, por outro lado, ninguém quer punir os torcedores ingleses", afirmou.

Ministério das Relações Exteriores da Rússia - Sputnik Brasil
Rússia promete 'surpresa histórica' para Grã-Bretanha
Segundo Johnson, o boicote prevê que "nem os ministros nem os membros da família real estarão presentes [na Copa do Mundo], outros países tomaram medidas semelhantes".

As relações entre o Reino Unido e a Rússia deterioram drasticamente depois que a primeira-ministra britânica, Theresa May, culpou Moscou pela "tentativa de assassinato" do ex-espião russo, Sergei Skripal, em Salisbury, e ordenou a expulsão de 23 diplomatas russos como retaliação.

A Rússia refutou todas as acusações e respondeu de maneira simétrica às ações de Londres, anunciando o fechamento do consulado britânico em São Petersburgo e do escritório da organização British Council, em Moscou. 

Desde segunda-feira (26), 17 países da União Europeia, EUA, Canadá, Albânia, Ucrânia, Noruega, Macedônia e Austrália, anunciaram a expulsão de diplomatas russos como represália pelo suposto envolvimento russo no caso Skripal.  

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала