China adverte EUA em caso de adoção de medidas comerciais punitivas

© AFP 2022 / TED ALJIBE Dragão Vermelho, o símbolo da China
Dragão Vermelho, o símbolo da China - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A China recorrerá a medidas drásticas se as ações dos EUA violarem seus interesses comerciais, informou o ministro do Comércio da China.

Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying - Sputnik Brasil
'Não teremos medo e não nos esconderemos': China alerta EUA sobre guerra comercial
Anteriormente, a Casa Branca informou que o presidente norte-americano Donald Trump anunciará medidas comercias punitivas contra a China nesta quinta-feira (22) com a assinatura de um memorando sobre "combate à agressão econômica da China".

Além disso, o porta-voz da Casa Branca, Raj Shah, anunciou que considera a China responsável por manipulações intencionais do mercado, desvio de tecnologia e propriedade intelectual dos EUA.

Pequim rebateu as acusações e aconselhou o presidente norte-americano a "não se levar pelas emoções".

"A China já anunciou sua posição. Somos completamente contra as medidas protecionistas unilaterais dos EUA. A China não vai observar tranquilamente a violação de seus interesses e direitos legítimos. Tomaremos todas as medidas necessárias e iremos defender vigorosamente nossos legítimos interesses", comunica o anúncio do ministro do Comércio da China.   

O departamento comercial da China expressou sua esperança de que os EUA compreendam a natureza mutuamente vantajosa das relações econômicas e comerciais entre os dois países e de que não adotem nenhuma medida que prejudique ambas as partes.

Premier chinês, Li Keqiang - Sputnik Brasil
Primeiro-ministro promete maior abertura da economia da China
Donald Trump também tem a intenção de anunciar as novas taxas de importação de alumínio e de aço de vários países até sexta-feira (23), incluindo a China e a Rússia.

Especialistas receiam que tais medidas protecionistas do presidente norte-americano possam desencadear uma guerra comercial com a participação dos EUA, China e União Europeia, entre outros países.

O déficit comercial dos EUA no comércio com a China atingiu o recorde de US$ 375 bilhões de dólares em 2017.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала