Analista sobre vitória de Putin nas eleições: ataques do exterior unem ainda mais russos

© Sputnik / Aleksey Druzhinin / Abrir o banco de imagensVladimir Putin, presidente de Rússia
Vladimir Putin, presidente de Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Vladimir Putin agradeceu a seus apoiadores. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik o especialista em assuntos dos EUA, Dmitry Drobnitsky, opinou que a maioria dos russos confirmou sua escolha em favor de um país forte e soberano.

Candidato à Presidência da Rússia, Vladimir Putin, agradece a seus apoiadores pelo apoio, no centro de Moscou, em 18 de março de 2018 - Sputnik Brasil
Analista brasileiro: reeleição de Putin é boa para estabilidade mundial
Vladimir Putin, que de acordo com resultados preliminares, ganhou as eleições presidenciais russas, agradeceu a seus apoiadores durante show intitulado "Rússia. Sevastopol. Crimeia", realizado em Moscou.

"Muito obrigado pelo apoio. Gostaria de me dirigir a todos que vieram para cá, em Moscou, bem como a nossos apoiadores por todo o território do nosso enorme país. Muito obrigado pelo resultado!", disse Putin.

Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista em assuntos dos EUA, opinou que a política agressiva do Ocidente, em vez de cumprir seu objetivo, contribui ainda mais para a união dos russos. 

"Nas redes sociais já surgiram piadas, do tipo que a senhora May [premiê britânica] deveria ganhar um prêmio por aumentar o comparecimento nas eleições. Pelo visto, no Ocidente não conhecem história, ou acreditam que história seja uma ciência falsa. Contudo, ao se encontrar na situação em que outros começam a pressionar a Rússia, quando crescem os ataques contra ela, o país sempre se une", explicou o especialista.

Candidato à Presidência da Rússia, Vladimir Putin, entrega seu voto nas presidenciais, em 18 de março de 2018 - Sputnik Brasil
Reeleição de Putin beneficiará a América Latina, diz político chileno
"Porém, acho que no momento, eles [países ocidentais] têm bem menos tempo do que antes para avaliar nosso sistema eleitoral, já que o próprio sistema deles está sendo destruído. Tudo o que foi construído na época pós-Guerra Fria, ou no sentido mais amplo, no Ocidente após a 2ª Guerra Mundial, que inclui o poder do establishment, tentativa de uma democracia manipuladora, instituições supranacionais, burocracia internacional — tudo está sendo arruinado sob pressão de movimentos chamados populistas", assinalou Drobnitsky, ao concluir que a Rússia fez sua escolha.

"A maioria dos russos reafirmou sua escolha a favor de um país poderoso e soberano", ressaltou. 

De acordo com os dados preliminares da Comissão Eleitoral Central, o atual presidente da Rússia, Vladimir Putin, se reelegerá com votação recorde de 76,67% após a apuração de 99,75% dos votos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала