Autoridades turcas prometem devolver Afrin aos 'verdadeiros donos'

© REUTERS / Khalil AshawiMilitantes do Exército Livre da Síria apoiados pela Turquia perto da cidade síria de Afrin, 29 de fevereiro de 2018
Militantes do Exército Livre da Síria apoiados pela Turquia perto da cidade síria de Afrin, 29 de fevereiro de 2018 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As forças turcas não planejam permanecer em Afrin e irão retirar-se, deixando-a aos "verdadeiros donos", declarou o vice-primeiro-ministro turco, Bekir Bozdag, comentando os sucessos da operação militar da Turquia na cidade síria de Afrin.

Praça central da cidade síria de Afrin (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Erdogan afirma que exército turco pode entrar no centro de Afrin 'em qualquer momento'
A agência turca Anadolu, por sua vez, informou sobre a explosão de uma bomba plantada pelas Unidades de Proteção Popular curdas (YPG) que matou pelo menos sete civis e quatro combatentes do Exército Livre da Síria no centro de Afrin.

Recentemente, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou que os grupos de oposição do Exército Livre da Síria, juntamente com os militares turcos, entraram na cidade de Afrin tomando-a sob seu controle.

Bozdag sublinhou que depois de capturar a cidade a Turquia reduziu significativamente a ameaça às suas regiões fronteiriças. Segundo ele, os militares turcos confiscaram muitos armazéns com armas, sobretudo de produção americana, deixadas pelas Unidades de Proteção Popular (YPG) curdas. As armas foram abandonadas pelos curdos durante a fuga da cidade, informou a agência Reuters.

Tropas turcas na colina Bursayah, que separa Afrin de Azaz - Sputnik Brasil
Exército turco nega ter atacado hospital em Afrin
Em 20 de janeiro, a Turquia lançou a operação militar Ramo de Oliveira contra as milícias curdas em Afrin. Juntamente com a Turquia, na região estão operando militantes do opositor Exército Livre da Síria. A operação visa "limpar" a cidade síria de Afrin das YPG que Ancara considera como grupo terrorista e uma extensão do proibido Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) turco.

Damasco condenou veementemente a operação iniciada pela Turquia em Afrin, sublinhando que este território é parte integrante da Síria. Em resposta, o chanceler turco, Mevlut Cavusoglu, disse que a preservação da integridade territorial da Síria é um objetivo comum de Ancara e Damasco e que as tropas turcas não pretendem atacar as forças governamentais sírias.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала