Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Fonte militar sobre mísseis dos EUA: 'podem disparar apenas contra pardais'

© AP Photo / Czarek SokolowskiSoldados dos EUA perto do complexo antimíssil Patriot na Polônia, arquivo
Soldados dos EUA perto do complexo antimíssil Patriot na Polônia, arquivo - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os mais de 400 mísseis que os EUA planejam posicionar perto das fronteiras russas já não possuem significado militar, declarou uma fonte diplomático-militar.

Na sexta-feira (2) o vice-ministro da Defesa russo, Aleksandr Fomin, declarou que os EUA pretendem implantar mais de 400 mísseis do seu sistema de defesa antimíssil perto das fronteiras da Rússia.

Sistema de defesa antimíssil dos EUA Aegis Ashore na Romênia - Sputnik Brasil
EUA pretendem implantar 400 mísseis perto das fronteiras russas
Como destacou a fonte militar, após a apresentação das novas armas russas feita por Vladimir Putin em seu discurso perante a Assembleia Federal, os mísseis dos EUA não representam nenhum significado militar. A fonte sublinhou que estes mísseis "podem disparar apenas contra pardais".

"Contra os sistemas mais recentes desenvolvidos na Rússia estes mísseis dos EUA são como um estilingue contra um avião", disse a fonte, sublinhando que os parceiros ocidentais da Rússia têm que se dar conta da nova realidade.

Os mísseis hipersônicos Kinzhal já estão no serviço do exército russo, enquanto o sistema Avangard está entrando na etapa de produção em série. Como lembrou a fonte, a Rússia chamou repetidas vezes os parceiros a negociar a segurança internacional e a estabilidade global.

Míssil hipersônico - Sputnik Brasil
'Noiva de Satã': Moscou começa produção em série de mísseis hipersônicos Avangard
O resultado dos testes das novas armas russas mostrou que o projeto foi completado e que está na hora de o Ocidente aceitar a nova realidade e "não continuar repetindo sobre seu sistema antimíssil e outras armas do passado".

"Ninguém além da Rússia tem armas hipersônicas. No que diz respeito aos gritos sobre a Rússia ter supostamente violado o tratado INF, tudo isso é causado pelo desespero", declarou.

Em seu discurso perante a Assembleia Federal em 1 de março de 2018, o presidente russo, Vladimir Putin, falou sobre um leque de novos armamentos que a Rússia começou a produzir recentemente.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала