Qual era a aparência de Jesus? Novo estudo 'redesenha' fundador do Cristianismo (FOTOS)

© AFP 2022 / ARIS MESSINIS Peregrinos da Igreja Ortodoxa Grega ficam na frente de uma imagem de Jesus crucificado durante a marcação de Apokathelosis, a remoção do corpo de Cristo da cruz, em uma cerimônia na Igreja da Dormição da Virgem na Penteli, norte de Atenas, em 10 de abril de 2015
Peregrinos da Igreja Ortodoxa Grega ficam na frente de uma imagem de Jesus crucificado durante a marcação de Apokathelosis, a remoção do corpo de Cristo da cruz, em uma cerimônia na Igreja da Dormição da Virgem na Penteli, norte de Atenas, em 10 de abril de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma cientista britânica "redesenhou" a imagem de Jesus Cristo, estudando textos arqueológicos e a história da época em que o fundador do Cristianismo viveu.

A maioria das representações de Jesus segue um modelo geral que o mostra como um homem branco, alto, loiro e com barba. Entretanto, a historiadora Joan Taylor, professora de estudos religiosos no King’s College, em Londres (Reino Unido) em seu livro "Qual era a aparência de Jesus?" ("What Did Jesus Look Like?" em inglês) apresentou uma imagem radicalmente diferente do filho de Deus.

Segundo a autora, Jesus não era muito mais alto que seus contemporâneos, teria cerca de 1,64 m de altura, que era a estatura média de um homem adulto naquela época. Para afirmar isso Taylor estudou restos de esqueletos de pessoas que viveram na Judeia e em algumas zonas do Egito na mesma época que Jesus, informou o portal LiveScience.

Essas pessoas tinham os olhos castanhos, cabelos pretos e pele morena, o que não se encaixa no arquétipo do europeu branco.

Os textos históricos, retratos e restos sugerem que Jesus, provavelmente, tinha o cabelo e barba relativamente curtos por motivos higiênicos. Ou seja, para evitar os piolhos.

'Jesus negro' é retratado em obra que está exposta na Itália - Sputnik Brasil
'Jesus negro': Virgem Maria abraça refugiado em obra italiana (VIDEO)
Quanto a sua roupa, Taylor opina que é muito provável que tenha usado uma tanga e uma túnica curta de lã, bem como um manto, ou capa exterior, para se aquecer. Além disso, possivelmente, sua roupa não estava precisamente limpa porque naquela época o tecido era muito caro a roupa ficava suja com o tempo.

"Creio que reconheceríamos Jesus simplesmente como uma pessoa de aparência muito pobre", disse Taylor.

O estudo de Taylor dificilmente servirá para apagar a imagem tradicional de Jesus. A cientista espera que as suas teorias venham a inspirar os artistas na recriação da imagem de Jesus Cristo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала