Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Mídia: EUA e Reino Unido treinaram terroristas para encenar ataque químico na Síria

© AFP 2021 / Amer AlmohibanyFumaça após ataques aéreos da Força Aérea síria no leste de Damasco
Fumaça após ataques aéreos da Força Aérea síria no leste de Damasco - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os grupos terroristas na região síria de Ghouta Oriental estão se preparando para encenar um ataque com o uso das armas químicas e depois acusar o exército sírio, comunicou a agência de notícias síria SANA, citando uma fonte militar anônima.

Simulação de como responder a um ataque de armas químicas na cidade síria de Aleppo - Sputnik Brasil
Especialista: EUA só têm mais um meio de interferir no conflito sírio
De acordo com a fonte, os líderes de grupos como Tahrir al-Sham (anteriormente conhecido como Frente al-Nusra), Faylaq al-Rahman e Ahrar al-Sham receberam instruções dos EUA, Reino Unido e seus aliados para usar substâncias químicas perto da linha da frente com o exército sírio, bem como alvejar os civis e acusar Damasco dessas ações, informa a SANA.

Em 26 de fevereiro, o Ministério da Defesa russo declarou que os líderes dos grupos terroristas preparavam provocações com o uso das substâncias tóxicas em Ghouta Oriental a fim de acusar Damasco do uso de armas químicas.

Anteriormente, os Capacetes Brancos, que repetidamente falsificam fatos e informações, afirmaram que o governo sírio usou gás de cloro contra a cidade de Al-Shifoniya, em Ghouta Oriental, matando uma criança e causando uma "asfixia de grande escala" entre a população local, segundo a agência Anadolu.

Comentando os relatos, a porta-voz do Departamento da Defesa dos EUA, Dana White, disse que os EUA "ainda não viram nenhuma prova" do uso das armas químicas pelo governo sírio em Ghouta Oriental.

Vítima de um ataque suspeito com armas químicas enquanto recebe tratamento em um hospital na cidade de Khan Shaykhun, na província de Idlib, na Síria - Sputnik Brasil
Rússia veta resolução japonesa para estender investigação de armas químicas na Síria
Contudo, em fevereiro, a porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Heather Nauert, acusou Damasco do uso das armas químicas perto da cidade síria de Saraqib, alegação que foi refutada pelo governo sírio.

Quase uma semana atrás, o Conselho de Segurança da ONU adotou por unanimidade a Resolução 2401, que exige que todas as partes do conflito cessem imediatamente as hostilidades e adiram à pausa humanitária de longo prazo em todo o território sírio para garantir as entregas de ajuda humanitária, bem como evacuar os feridos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала