Especialista conta como 'Satã-2' russo superará defesa antimíssil

© Sputnik / Sergey KazakPreparação para lançamento de míssil (imagem referencial)
Preparação para lançamento de míssil (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As capacidades do Sarmat, apelidado no Ocidente de Satã-2, permitirão superar a defesa antimíssil, afirmou nesta quinta-feira (1) o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik o especialista militar Viktor Litovkin, comentou o vídeo dos testes do novo sistema de mísseis.

Lançamento de um míssil russo do complexo tático Tochka (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Novo míssil hipersônico russo ultrapassa 20 vezes velocidade do som
O presidente russo Vladimir Putin durante seu discurso anual perante a Assembleia Federal (Parlamento bicameral russo), demonstrou o vídeo de testes do novo sistema de mísseis russo Sarmat.

O novo sistema de mísseis será dotado de uma ampla gama de projéteis nucleares de grande potência, afirmou o presidente.

"O alcance do novo míssil pesado, quantidade e potência de seus blocos supera a do Voedova. O Sarmat é equipado com uma ampla gama de projéteis nucleares de grande potência, incluindo hipersônicos e os meios mais avançados da superação de defesa antimíssil", assinalou Putin.

De acordo com o presidente russo, no momento, o Ministério da Defesa russo junto com construtoras, iniciou o estágio ativo dos testes do Sarmat.

Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista militar Viktor Litovkin comentou sobre os testes do novo sistema de mísseis russo e explicou como conseguirá superar defesa antimíssil.

"Hoje em dia possuímos mísseis de cruzeiro dotados com motor nuclear de pequeno porte, permitindo que os mísseis sejam capazes de percorrer uma enorme distância. Eu acho que, desta forma, o presidente deu a entender que as ogivas do Sarmat serão assim — hipersônicas, e poderão voar não somente ao longo da curva balística, mas também em ziguezague, alterando sua altitude […] e contornando o relevo do local do ataque. Este míssil, capaz de voar em velocidade hipersônica, seria inalcançável para qualquer sistema de defesa antimíssil existente e promissor", explicou Viktor Litovkin.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала