- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Após polêmicas, Fernando Segóvia é demitido da direção da Polícia Federal

© Foto / Wilson Dias/Agência BrasilEx-diretor da Polícia Federal, Fernando Segóvia
Ex-diretor da Polícia Federal, Fernando Segóvia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O diretor-geral da Polícia Federal (PF), Fernando Segóvia, foi demitido no fim da tarde desta terça-feira pelo novo ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann. Em seu lugar, assume o delegado federal Rogério Galloro.

Balançando no cargo desde que disse, em entrevista à Agência Reuters, que poderia ser arquivado o inquérito envolvendo o presidente Michel Temer (MDB) que apura um possível favorecimento em contratos do porto de Santos (SP), Segóvia foi informado em um encontro fechado com Jungmann, que assumiu oficialmente, horas antes, o Ministério Extraordinário de Segurança Pública.

Já Galloro era o nome favorito do ministro da Justiça, Torquato Jardim, para assumir a direção da PF em novembro, quando Leandro Daiello deixou o cargo. Contudo, Temer preferiu o nome de Segóvia, endossado pelo ministro Eliseu Padilha e pelo ex-presidente José Sarney.

Rodrigo Janot - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Janot: indicados por Temer, Dodge e Segóvia atuam para barrar apurações de Lava Jato

O novo diretor-geral da PF ocupava o comando da Secretaria Nacional de Justiça.

Na segunda-feira, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que Segóvia fosse proibido de comentar publicamente o inquérito que investiga Temer, sob pena até mesmo de ser afastado do cargo.

Dias antes, Segóvia atendeu a uma intimação do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo, para prestar esclarecimentos sobre a entrevista polêmica dada à Reuters. Na ocasião, o então diretor da PF disse ter sido mal interpretado.

Para Jungmann, tais manifestações tornaram a situação de Segóvia insustentável. E a indicação tende a aproximar a nova pasta da Segurança Pública do agora esvaziado Ministério da Justiça, comandado por Torquato.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала