Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Analista explica para que EUA realizam voos de reconhecimento perto da Crimeia

Nos siga no
Veículos aéreos norte-americanos realizaram voos de reconhecimento perto das fronteiras russas, segundo a mídia. Boris Rozhin em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik opinou que a atividade de vigilância aérea dos EUA nesta região crescerá.

Caça russo da quinta geração Su-57 - Sputnik Brasil
Rússia teria enviado Su-57 à Síria para conter caças furtivos norte-americanos?
Um avião de reconhecimento norte-americano e um drone estratégico RQ-4A Global Hawk, realizaram voos de reconhecimento perto das fronteiras russas, indicam os dados do portal CivMilAir, que monitora os deslocamentos da aviação militar.

O avião e o drone de reconhecimento realizaram voos ao longo da costa da península da Crimeia e da região de Krasnodar. 

Desde o início desse ano, foram registrados vários voos de aviões militares norte-americanos perto das fronteiras russas. Anteriormente, o Ministério da Defesa russo pediu aos EUA para recusarem estes voos, contudo, os pedidos foram negados pelo Pentágono. 

O especialista em assuntos militares, Boris Rozhin comentou a situação em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputik.

Drone norte-americano RQ-4 Global Hawk. Esta é uma das aeronaves estacionadas na base aérea de Al-Dhafra - Sputnik Brasil
Drone norte-americano é flagrado em missão de reconhecimento sobre Donbass
"A prática das ações de vigilância aérea norte-americana perto das fronteiras russas é um padrão desde 2015. Elas envolvem tanto os voos de veículos tripulados de reconhecimento, bem como drones do tipo Global Hawk, que voam perto das fronteiras da Crimeia e ao longo da linha de frente em Donbass. Ademais, elas monitoram sistemas de defesa antiaérea russos no território da Crimeia", assinalou o especialista.

"De acordo com as afirmações de representantes do Pentágono, esta prática continuará firme. Uma vez que o curso estratégico do Pentágono define a Rússia como um de seus principais adversários, serão deslocados a cada ano mais recursos para vigilância de tal tipo. Sendo assim, a atividade de veículos de reconhecimento perto das fronteiras russas crescerá", acredita Boris Rozhin. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала