Facas e ódio: polícia impede manifestação neonazista no sul da Suécia

Nos siga noTelegram
A polícia de Jönköping, uma cidade no sul da Suécia, evitou neste sábado a celebração de uma manifestação não autorizada da organização neonazista chamada Movimento de Resistência Nórdica, informou o canal sueco SVT.

Cerca de 40 manifestantes pretendiam marchar ao meio-dia através do centro da cidade, mas uma patrulha policial impediu-os de realizar esses planos.

Militares das Forças Armadas da Suécia na ilha de Gotlândia, Suécia - Sputnik Brasil
Suécia está considerando aumentar orçamento militar em 40% para criar exército 'perigoso'

A rede de televisão informou que cerca de 150 policiais estavam na área onde os neonazistas planejavam se encontrar.

"No momento, parece que eles deixaram o lugar, e vamos ver onde eles foram e se eles planejam se encontrar em outro lugar", disse o representante da polícia local Thomas Agnevik ao canal de televisão.

De acordo com a SVT, os agentes estavam conscientes dos planos para realizar uma manifestação, e na véspera eles realizaram bloqueios com veículos na entrada da cidade.

A polícia apreendeu com os motoristas várias facas e spray de pimenta.

Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov - Sputnik Brasil
'Imunidade ao vírus nazista caiu em alguns países', diz chanceler russo

"As pessoas que inspecionamos pertencem, aparentemente, ao mesmo grupo", disse a porta-voz da polícia da cidade, Monica Bergstrom, à SVT.

O Movimento de Resistência Nórdica realizou outras manifestações proscritas na Suécia, embora não tivessem uma grande presença de seus seguidores.

Em novembro de 2017, os agentes de segurança da segunda maior cidade da Suécia, em Gotemburgo, prenderam 16 participantes em um protesto desse tipo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала