EUA planejam ataque do espaço com 'cajado de Deus'

CC0 / PIRO4D / SatéliteUm satélite
Um satélite - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Ao contrário da Rússia, os EUA têm projetos de uso do espaço para fins militares no âmbito global, ou seja, estão planejando lançar da órbita para a Terra hastes de ligas sólidas chamadas de "cajado de Deus", informa o especialista militar Aleksei Leonkov.

Segundo anunciado na quarta-feira (21) pelo assessor norte-americano de Segurança Nacional Herbert MacMaster, os EUA estão aumentando o financiamento de suas capacidades de defesa no espaço sideral e, querendo ou não, devem estar prontos para a guerra espacial. Ele afirma, sem listar países específicos, que a tensão no espaço tem aumentado por causa dos "adversários" dos EUA. Anteriormente, os Estados Unidos declararam que a Rússia e a China estão ampliando seus esforços para o uso militar no espaço sideral.

International Space Station (ISS) - Sputnik Brasil
Governo Trump propõe comercializar baixa órbita terrestre
A militarização do espacial é proibida de acordo com o Tratado do Espaço Exterior de 1967.

"A Rússia é contra a militarização do espaço e propôs um tratado aos EUA no sentido de banir o uso de armas. No entanto, os norte-americanos não concordaram com várias cláusulas. A Rússia ainda não tem a intenção de criar uma base militar espacial e nem possui tais programas como os americanos. Washington tem vários projetos de militarização do espaço no âmbito do ataque global", disse Leonkov.

Segundo ele, os EUA "querem lançar hastes de ligas sólidas da órbita para a Terra, as quais chamam de 'cajado de Deus’”.

"Eles [EUA] planejam lançar hastes em uma área povoada como Moscou, por exemplo. Quando elas atingem a velocidade de 7 quilômetros por segundo, provocam um impacto cinético. Ao contrário da explosão nuclear, não haverá contaminação, mas destruição em grande escala. É praticamente impossível abater isso, porque nenhum sistema de defesa antiaérea no mundo, até agora, conseguiu impedir um meteorito", esclareceu o especialista

Lançamento de um míssil de cruzeiro - Sputnik Brasil
Rússia segue sendo 'única ameaça existencial no espaço aéreo' que desafia EUA
Ele também acrescentou que os EUA estão trabalhando com sistemas aeroespaciais que serão lançados à órbita a partir de aeronaves.

"Será impossível rastrear este sistema. Há muitos aviões e será muito difícil detectar de qual sistema exatamente partirá ao espaço. Talvez aprenderemos como fazer o rastreamento com tempo", concluiu Aleksei Leonkov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала