Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Meirelles: governo poderá remanejar recursos para bancar a intervenção no Rio de Janeiro

© Tomaz Silva / Agência BrasilSoldados das Forças Armadas atuam no patrulhamento nas praias da zona sul do Rio de Janeiro
Soldados das Forças Armadas atuam no patrulhamento nas praias da zona sul do Rio de Janeiro - Sputnik Brasil
Nos siga no
O orçamento tem verbas disponíveis para a intervenção das Forças Armadas no Rio de Janeiro, mas em caso de necessidade, o governo precisará remanejar recursos de outras áreas, disse aos jornalistas nesta quarta-feira o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Militares das Forças Armadas fazem operação em comunidades do Rio - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Intervenção pode fortalecer crime organizado no Rio, alerta tenente-coronel reformado
"Nós temos verbas disponíveis dentro do Orçamento para a ação das Forças Armadas no Rio de Janeiro. Até o momento não há nenhum pedido específico de recursos adicionais", afirmou o ministro. 

Segundo a Agência Brasil, na segunda-feira, o ministro afirmou que, com o Orçamento de 2018 já no limite do teto de gastos, o governo federal terá que remanejar recursos de outras áreas para investir nas Forças Armadas, se o Exército precisar de mais verbas para atuar no Rio de Janeiro. Os recursos podem ser usados, por exemplo, para combustível ou armamento. 

O ministro disse que, se isso acontecer, a solicitação precisa vir das Forças Armadas e do general Walter Souza Braga Netto, designado como interventor. Já o estado do Rio de Janeiro deve manter os pagamentos usuais. 

"O Rio de Janeiro segue cumprindo com as suas despesas normais de pagamento dos policiais, do trânsito, do combustível dos veículos, da polícia. Isso não altera, continua normalmente", declarou Meirelles. 

O chefe da pasta acrescentou que a Fazenda está trabalhando pela recuperação financeira do Rio de Janeiro, por meio do Regime de Recuperação Fiscal dos Estados. O governo de Pezão já recebeu um empréstimo de cerca de R$ 2,9 bilhões a partir da penhora de ações da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (CEDAE). 

Meirelles revelou que um novo empréstimo de R$ 1 bilhão, que tem como garantia royalties do petróleo, deverá ser concedido ao Rio de Janeiro.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала