Pentágono: detento de Guantánamo será transferido para Arábia Saudita

© AP Photo / Charles DharapakPrisão de Guantánamo
Prisão de Guantánamo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O cidadão saudita Ahmed Mohammed Ahmed Haza al-Darbi, que confessou ter participado de um ataque a um navio petroleiro francês em 2002, será transferido da prisão de Guantánamo, em Cuba, para seu país natal.

A transferência foi confirmada por Sarah Higgins, porta-voz do Pentágono. Os termos da mudança, entretanto, ainda não foram finalizados. 

O ataque ao petroleiro MV Limburg matou um marinheiro da Bulgária, deixou uma dúzia de feridos e causou um vazamento de petróleo no Golfo do Áden. 

Segundo a promotoria, o detento "tomou uma série de ações para garantir a conclusão bem sucedida do ataque ao MV Limburg, inclusive fornecendo ou obtendo vistos para os terroristas que realmente participaram do ataque, providenciando habitação, comprando equipamentos".

Guantánamo - Sputnik Brasil
'Legal, seguro e humano': Trump derruba decreto de Obama e mantém Guantánamo aberta
Em sua confissão, Darbi também ofereceu provas contra Abd al-Rahim al-Nashiri, que enfrenta a pena de morte por ter planejado ao MV Limburg e o ataque ao USS Cole no Iêmen — que deixou 17 mortos.

O advogado de Darbi não respondeu a um pedido de entrevista da agência de notícias AFP.

Um total de 41 detentos estrangeiros estão detidos em Guantánamo, a prisão mantida pelos Estados Unidos em Cuba.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала