Para ex-secretário de Estado norte-americano, sem acordo com Irã o mundo ficaria pior

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensEx-secretário de Estado dos EUA John Kerry
Ex-secretário de Estado dos EUA John Kerry - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Segundo o ex-secretário de Estado norte-americano John Kerry, se o acordo nuclear com o Irã for anulado, na região rebentará um conflito militar.

"Se destruirmos o acordo com o Irã, devemos começar a bombardeá-los, mas não queremos isso", disse Kerry durante seu discurso na 54ª edição da Conferência de Segurança de Munique (MSC, na sigla em inglês).

Ele afirmou que não está de acordo com as declarações dos representantes de Israel que consideram que, em dez anos, o Irã possuirá armas nucleares apesar do acordo sobre o programa nuclear. 

"É uma hipótese incorreta, não concordo com isso", disse o político, acrescentando que "o Irã pode apresentar ameaça e algumas questões não foram abrangidas pelo acordo do programa nuclear, por exemplo, a dos direitos humanos".

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu - Sputnik Brasil
Acordo nuclear do Irã permite que Teerã fabrique 'centenas de bombas', diz Netanyahu
O Irã e o grupo P5 + 1 (China, França, Rússia, Reino Unido, Estados Unidos e Alemanha) assinaram o acordo JCPOA para garantir a natureza pacífica do programa nuclear do Irã em 14 de julho de 2015. Conforme este acordo, o Irã prometeu abster-se de desenvolver ou adquirir armas nucleares em troca do levantamento das sanções impostas contra si. 

A administração atual dos EUA critica esse acordo e ameaça abandoná-lo, considerando que o documento foi "pior negócio" dos Estados Unidos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала