Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Perigo para russos e sírios? Destróier dos EUA que atacou a Síria volta ao mar Negro

Nos siga no
O destróier USS Ross DDG71 da Marinha dos EUA entrou no mar Negro através de Bósforo na noite de sexta-feira, informou um usuário do Twitter, que afirma seguir o movimento de navios através do estreito.

"As patrulhas reforçadas da Marinha dos EUA no mar Negro", diz a publicação do usuário Yoruk Isik, que esclarece que o navio vai patrulhar a zona de interesses da Sexta Frota estadunidense.

O USS Ross pertence à classe Arleigh Burke e está equipado com mísseis de cruzeiro Tomahawk, mísseis anti-aeronaves e mísseis anti-submarinos.

Em abril de 2017, a USS Ross participou no bombardeio com mísseis Tomahawk do aeródromo sírio de Shayrat, controlado pelas forças governamentais. No total, 59 mísseis foram disparados naquela operação.

Destróier HMS Duncan, foto de arquivo - Sputnik Brasil
OTAN continua jogo de nervos no mar Negro

Em 31 de janeiro, o destroier HMS Duncan, da Marinha Real britânica, e a fragata turca Gaziantep TGG atravessaram o estreito de Dardanelos e Bósforo com destino ao mar Negro. Segundo relatos, o HMS Duncan deixou o mar Negro este 16 de Fevereiro.

De acordo com a Convenção de Montreux na passagem pelos estreitos, os navios pertencentes a países que não fazem fronteira com o mar Negro podem ficar somente 21 dias naquelas águas.

A presença de navios de guerra dos EUA e de outros países que integram a OTAN no mar Negro se intensificou após o início do conflito no sudeste da Ucrânia.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала