Diplomata europeu critica sanções antirrussas e apresenta proposta para seu levantamento

© AP Photo / Virginia MayoBandeiras da UE em Bruxelas
Bandeiras da UE em Bruxelas - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O chanceler alemão, Sigmar Gabriel, afirmou durante um encontro com seu homólogo russo, Sergei Lavrov, que a Alemanha pode propor investimentos à região de Donbass caso seja estabelecido um cessar-fogo e retirados os armamentos pesados.

Moeda de rublo em frente ao Kremlin, em Moscou - Sputnik Brasil
Efeito bumerangue: ameaça de sanções antirrussas provoca afluxo de capitais...à Rússia
Ademais, o diplomata afirmou que as sanções antirrussas por parte dos EUA são "mais que controversas" e têm uma importância "extraterritorial".

Ao falar do problema de levantamento das sanções, Gabriel o relacionou à possível entrada de uma força de paz da ONU em Donbass.

"Acho boa a ideia do presidente russo… de deixar entrar os capacetes azuis em Donbass. Se esta entrada for efetuada, poderemos começar um levantamento de sanções realizado em várias etapas", afirmou.

No mesmo dia, o chanceler alemão também comentou a cooperação dos dois países no âmbito do acordo nuclear iraniano, sublinhando que Berlim não planeja descartá-lo e não o aconselha aos EUA.

"Ao celebrar um acordo com o Irã, nós conseguimos muito. Nós nos posicionamos como uma frente unida, e aconselhamos os nossos amigos norte-americanos a não rejeitarem o plano conjunto de ação, mas para atuarmos juntos e impedirmos de todos os modos possíveis o aumento da influência do Irã na região", disse.

Vale ressaltar que Kiev tem exigido repetidas vezes a entrada de uma força de paz em Donbass, enquanto o presidente russo, Vladimir Putin, afirmou há pouco que apoia a ideia de enviar capacetes azuis à Ucrânia, mas só para garantir a segurança dos funcionários da OSCE.

O ministro do Exterior da Ucrânia, Pavel Klimkin, afirmou que seu país, os EUA, a Alemanha e a França estão terminando um projeto conjunto de resolução da ONU sobre uma missão de paz em Donbass. Mas, para Moscou, estas iniciativas parecem a criação de um "governo de ocupação" na região.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала