Como criptomoedas impedem estadunidenses de buscar extraterrestres?

© AP Photo / AP Photo/SETI/InternetInstituto de Busca de Inteligência Extraterrestre (SETI, na sigla em inglês)
Instituto de Busca de Inteligência Extraterrestre (SETI, na sigla em inglês) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Não foi possível comprar equipamento necessário para a busca de vida alienígena na Universidade da Califórnia. Mas agora, caçadores de ETs enfrentam concorrência de "mineiros" de moedas virtuais.

Os pesquisadores do instituto de Busca por Inteligência Extraterrestre (Search for Extraterrestrial Intelligence, SETI) — centro ligado à Universidade da Califórnia, em Berkeley, apresentou uma queixa pública por causa da "mania das criptomoedas", que provoca dificuldades em seu trabalho.

Segundo explicaram cientistas em uma entrevista com a BBC, tornou-se impossível adquirir os equipamentos necessários para seus observatórios, pois desapareceram das lojas ou o preço aumentou devido à atividade e demanda dos chamados "mineiros" de moedas virtuais.

Naves espaciais alienígenas, imagem referencial - Sputnik Brasil
Os 8 melhores lugares do mundo para caçar ETs e buscar OVNIs
Segundo afirmou o pesquisador principal do projeto para busca de civilizações extraterrestres, Dan Werthimer, seu grupo precisa de unidades de processamento gráfico (GPU, na siglas em inglês) para processar os dados dos telescópios (alguns dos quais podem requerer cerca de 100 GPU). Em particular, cientistas planejavam as instalar em centros nos EUA e Austrália, mas enfrentaram problema ligado à ausência causada pela alta demanda: "mineiros" já compraram a maioria das GPU.

"Isso limita nossa busca por alienígenas, nossas tentativas de responder à pergunta se estamos sozinhos no universo", declarou.

Ao mesmo tempo, ele sublinhou que sua equipe tem o dinheiro necessário, mas quando entram em contato com os fornecedores, eles dizem que "não têm nada", lamentou Werthimer.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала