Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Presidente da África do Sul renuncia ao cargo após escândalo de corrupção

© Host photo agency / Abrir o banco de imagensJacob Zuma, presidente da África do Sul
Jacob Zuma, presidente da África do Sul - Sputnik Brasil
Nos siga no
Zuma foi o quarto presidente da África do Sul desde o fim do apartheid. Com a decisão, ele se tornou o segundo a renunciar. Ele já estava envolvido em escândalos de corrupção nos últimos anos, mas continuava a governar graças ao apoio do seu partido ANC.

"Fui eleito em termos do artigo 86 da Constituição, e desse momento em diante prometi minha lealdade à constituição da República da África do Sul. Tem sido uma tarefa gigantesca, que nunca pode ser feita sem dificuldade. Nenhum de nós, não importa quão perfeito seja, pode afirmar que a construção de uma nova sociedade e de um movimento de libertação sejam sua responsabilidade direta", disse em seu discurso de renúncia, uma crítica velada ao ANC.

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, em 31 de março de 2016, durante a sessão do Tribunal Constitucional - Sputnik Brasil
Partido governante decide destituir Zuma como chefe de Estado da África do Sul
Anteriormente, Zuma tinha dito que não renunciaria ao posto e classificou a pressão do ANC como "injusta". No entanto, ele foi dissuadido da ideia após o partido anunciar que entraria com uma moção de censura para removê-lo à força do cargo.

O agora ex-presidente precisará responder por mais de 800 acusações de corrupção em contratos de armas em 1990 e pelo uso da máquina pública para favorecimento de empresários.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала