'Por mais que se esforcem, EUA não conseguirão nos fazer mudar nosso rumo político'

© AFP 2022 / HOANG DINH NAMDesfile militar na capital do Vietnã, Hanói
Desfile militar na capital do Vietnã, Hanói - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Vietnã está interessado em aumentar a cooperação militar e de segurança com os EUA. Entretanto, o país não tem pressa em comprar armas norte-americanas.

Recentemente, a revista Defense News informou que os EUA estão tentando convencer o Vietnã a abandonar os armamentos russos e começar comprando os norte-americanos.

Solados do exército do Vietnã durante desfile militar - Sputnik Brasil
Armas norte-americanas estariam prestes a ser derramadas no Vietnã?
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, declarou em 11 de fevereiro que através dos seus embaixadores os EUA exigem que os países da América Latina, África e Ásia rejeitem a compra de armas e equipamento militar russos, declarando que os norte-americanos compensarão a falta desse tipo de equipamentos em diferentes países.

Agora o Vietnã é um dos maiores compradores das armas russas no mundo. O especialista militar vietnamita, major-general Le Van Cuong, comentou à Sputnik Vietnã se Hanói planeja rejeitar a compra de armas e equipamento militar russos.

"Por mais que se esforcem, os norte-americanos não conseguirão fazer com que as autoridades vietnamitas mudem seu rumo político. É bem sabido que Washington é comerciante, e ele vai publicitar, convencer e usar diferentes meios de pressão para vender o maior número possível de armas, como aconteceu com a Arábia Saudita, que assinou contratos de compra de armas no valor de até 100 bilhões de dólares (R$ 330 bilhões). Contudo, isso não ocorrerá com o Vietnã", explicou Le Van Cuong.

Tendo em consideração a situação global atual, o país realiza uma política de diversificação das compras de equipamento militar. A estrutura das importações de armas está se tornando mais complexa. Entretanto, de acordo com o general, a parte das armas norte-americanos nas importações de armas do Vietnã não superará 10%, enquanto os armamentos russos serão responsáveis por 85-90% delas.

Esboço do bombardeiro estratégico furtivo B-21 Raider - Sputnik Brasil
Analista: armas estratégicas e espaciais dos EUA contra Rússia perderão sua importância
Há várias razões para isso. Em primeiro lugar, as Forças Armadas do Vietnã têm 70 anos de experiência de uso de armas soviéticas e russas e isso é o mais importante, disse o especialista.

Segundo ele, "os militares vietnamitas usaram armas soviéticas durante a guerra entre 1954 e 1975, o nosso pessoal técnico aperfeiçoou-as em conformidade com as condições ambientais e a situação militar".

Outro momento-chave é o fator financeiro. Muitas tecnologias norte-americanas ainda são muito caras e complexas para o Vietnã. Além disso, Hanói não quer depender de Washington, sublinhou Le Van Cuong

"Para não falar da fiabilidade. As armas russas demonstraram sua fiabilidade. A Rússia e o Vietnã têm tido tradicionalmente relações de confiança que agora se tornam em relações de cooperação estratégica abrangente", concluiu o especialista.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала