Não testem a determinação de Israel, alerta Netanyahu aos inimigos do país

Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e os principais funcionários de segurança do país visitaram o lado sírio ocupado das Colinas de Golã, alertando os inimigos de Israel sobre o perigo de "testar" o poder de reação do país.

Em sua visita aos territórios ocupados pelos israelenses na última terça-feira, Netanyahu disse que Israel tem os meios para afastar qualquer um de seus "inimigos".

O primeiro-ministro também elogiou os esforços da Força de Defesa israelense (IDF) estacionada nos territórios ocupados por seus esforços para proteger as "fronteiras" de Israel.

"Buscamos a paz, mas estamos preparados para qualquer cenário e eu não sugeriria a ninguém que testasse a nossa determinação", disse Netanyahu. "Estou impressionado com os imensos esforços das IDF aqui para proteger nossas fronteiras e nosso país".

As principais autoridades israelenses visitaram um ponto de observação militar, localizadas a cerca de três quilômetros da linha de cessar-fogo de 1974, e examinaram o território sírio.

George Soros testemunhando no Capitólio em Washington - Sputnik Brasil
Netanyahu acusa Soros de financiar campanha contra expulsão de africanos de Israel

A região das Colinas de Golã, que é parte da governança síria de Quneitra, está sob ocupação israelense desde 1967. Tel Aviv anunciou a anexação dos territórios em 1981. A decisão foi condenada pela ONU.

Durante o conflito em curso na Síria, territórios adjacentes às Colinas de Golã ocupados foram predominantemente controlados por militantes que se opõem ao governo sírio.

O Exército israelense, no entanto, também repetidamente bombardeou as posições do Exército sírio, citando "bombas dispersas" provenientes da Síria para os territórios ocupados como pretexto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала