Agente de migração dos EUA é indiciado em Porto Rico por pornografia infantil

© AFP 2022 / Paul J. RichardsServiço de alfândega e proteção das fronteiras dos Estados Unidos
Serviço de alfândega e proteção das fronteiras dos Estados Unidos - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Autoridades de Porto Rico informaram que um funcionário do serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA foi indiciado por posse e distribuição de pornografia infantil.

O suspeito, Alfredo Maysonet-Galarza, é acusado de colecionar mais de mil fotos e vídeos de meninas menores de 12 anos em cenas de conduta sexual explícita. Além disso, de acordo com a Associated Press (AP), ele também deverá responder pela propaganda, recebimento e difusão desses conteúdos ilegais. 

Se condenado, Maysonet poderá pegar uma pena de 15 a 30 anos de prisão.

"Agentes federais prendem Alfredo Maysonet-Galarza, um funcionário de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA, submetido a quatro acusações por pornografia infantil."

Procurado por jornalistas da AP, o serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA não comentou o caso. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала