Nada feito: oposição venezuelana desmente acordo com o governo Maduro

© REUTERS / Marco BelloHenrique Capriles, líder da oposição venezuelana
Henrique Capriles, líder da oposição venezuelana - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A coalizão da oposição venezuelana Mesa da Unidade Democrática (MUD) afirmou nesta terça-feira que ainda não há acordo com o governo do presidente Nicolás Maduro, no âmbito das negociações que estão ocorrendo na República Dominicana e pediu à população que não acredite em rumores.

"O Escritório da Unidade quer esclarecer ao país que até agora não há acordo com o governo […]. Pedimos ao país que não caia em rumores ou manipulação daqueles que sempre mentiram", escreveu a coligação em quatro mensagens publicadas em sua conta do Twitter.

Essa reação ocorreu depois que o chefe da delegação pró-governo, Jorge Rodríguez, assegurou à imprensa em Santo Domingo que o acordo estava pronto e que ele estava pronto para ser assinado na noite de terça-feira.

"Ontem [segunda-feira], até tarde da noite conseguimos chegar a um acordo definitivo com a oposição venezuelana, e chegamos aqui para cumprir as formalidades que estabelecemos, que seja qual for o acordo, bem, nós o assinamos na República Dominicana", disse Rodriguez.

El jefe de la delegación del Gobierno de Venezuela, Jorge Rodríguez - Sputnik Brasil
'Má notícia para Trump': Governo da Venezuela anuncia acordo com a oposição do país

A MUD disse que continua "lutando para alcançar os direitos que todos os venezuelanos estão esperando" e pediu a confiança dos seus seguidores.

Ele também reiterou que, nesta reunião, eles reiterarão suas quatro demandas: "eleições livres, canal humanitário, resgate dos poderes da AN (Assembleia Nacional, Parlamento unicameral hoje ofuscado pela Assembleia Nacional Constituinte) e a libertação de todos os prisioneiros políticos".

A delegação da oposição chegou ao Ministério de Relações Exteriores dominicano após as 18h horas (horário local) e não ofereceu declarações à imprensa.

Na reunião de terça-feira, participaram do presidente do país anfitrião, Danilo Medina, o ministro de Relações Exteriores, Miguel Vargas, e o ex-presidente do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero (2004-2011).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала