Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'COI adotou decisão vergonhosa contra Rússia ao impedir atletas russos nas Olimpíadas'

© Sputnik / Aleksandr Vilf / Abrir o banco de imagensHasteamento da bandeira russa durante a cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos em Sochi, 2014
Hasteamento da bandeira russa durante a cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos em Sochi, 2014 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Medvedev, declarou que a Comissão do Comitê Olímpico Internacional (COI) tomou decisão vergonhosa ao impedir participação dos atletas russos absolvidos nos Jogos Olímpicos na Coreia do Sul. Para ele, o objetivo dessa decisão é causar dano político à Rússia.

Participantes da manifestação em apoio aos atletas russos nas vésperas dos Jogos Olímpicos em Pyeongchang, Krasnodar - Sputnik Brasil
Declaração do COI sobre a Rússia é política, diz parlamentar
Na segunda-feira (5), a Comissão do COI recusou convidar aos Jogos Olímpicos de Inverno em Pyeongchang 15 atletas russos, que antes tinham sido afastados da participação das Olimpíadas por violação de regras antidoping, mas foram inocentados pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).

"A Comissão do COI tomou decisão vergonhosa, injusta, ilegal, amoral e politizada ao impedir que nossos atletas, que foram inocentados pelo TAS – tribunal encarregado especialmente de resolver parecidas situações discutíveis; a Comissão pisoteou tanto a Carta Olímpica como os princípios elementares de direito. Quando a culpa não é provada, então não há culpado. Agora a decisão foi tomada por pessoas que se consideram superiores ao Tribunal. Superior ao COI, atletas, fãs. O objetivo dessa decisão está muito longe do esporte. O objetivo é causar dano político ao nosso país", escreveu Dmitry Medvedev.

Medvedev adicionou que o doping não tem nada a ver com a decisão. Ainda dava para suportar a investigação parcial de doping, dirigida contra um só país – a Rússia, adicionou o premiê.

Valentina Matvienko - Sputnik Brasil
Senado russo defende reforma do COI e WADA
"Mas a decisão da Comissão de se recusar a implementar a decisão do TAS é fora de entendimento. […] A política venceu as normas de direito e decência. Tenho pena do movimento olímpico. Tenho penha dos atletas. Agora, medidas assim poderão ser tomadas contra qualquer um. Fico muito triste pelos torcedores", concluiu Medvedev.

Anteriormente, o TAS se mostrou a favor das apelações de 28 atletas russos quanto à decisão do COI sobre absolvição vitalícia das Olimpíadas e anulação dos resultados dos Jogos em Sochi. As sanções contra esses atletas foram revogadas, e os seus resultados nos Jogos em Sochi em 2014 foram restaurados. O Comitê Olímpico da Rússia pediu ao COI para enviar convites aos Jogos de 2018 para 15 russos dos 28 em questão: 13 atletas e dois treinadores.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала