Senado russo defende reforma do COI e WADA

Nos siga noTelegram
A presidente da Senado da Rússia, Valentina Matvienko, disse que considera possível debater a reforma da Agência Mundial Antidoping (WADA) e do Comitê Olímpico Internacional (COI), ao comentar as palavras do presidente do COI, Thomas Bach, sobre a decisão do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) em relação aos atletas russos.

A equipe olímpica da Rússia na cerimônia de abertura dos Jogos Rio 2016 - Sputnik Brasil
4 mil pessoas saem às ruas em apoio aos atletas olímpicos russos
Anteriormente, Bach afirmou que as decisões do TAS de absolver os 28 esportistas russos suspensos pelo COI demonstram a necessidade de reformar esse tribunal.

"Claro, pode-se argumentar que é necessário reformar o CAS, especialmente depois que o COI não ficou satisfeito com sua decisão, mas também é natural pensar em reformar da WADA e do COI, em particular, pela incapacidade de agir no âmbito dos procedimentos democráticos", disse Matvienko.

Essa incapacidade, ela continuou, é um sinal óbvio da degeneração do movimento olímpico.

"Há também outro problema, um problema sério na minha opinião, é a comercialização do esporte internacional e do movimento olímpico, eu diria que, em certo sentido, eles se tornaram um negócio, o mais importante agora não são os atletas, mas o lucro", advertiu.

Matvienko disse que vai discutir esta questão com líderes parlamentares de outros países e em plataformas interparlamentares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала