Rede de instalações secretas na Coreia do Norte pode 'apanhar de surpresa' seus inimigos

© Sputnik / Ilia PitalevMilitares norte-coreanos durante a inauguração da nova área residencial em Pyongyang, 14 de abril de 2017
Militares norte-coreanos durante a inauguração da nova área residencial em Pyongyang, 14 de abril de 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Existem rumores de que a Coreia do Norte possui uma rede de instalações militares subterrâneas que proporcionaria a Pyongyang vantagem em caso de conflito armado na península coreana.

Soldados norte-americanos e sul-coreanos durante os exercícicos na Coreia do Sul - Sputnik Brasil
Embaixador russo em Pyongyang revela planos dos EUA para Coreia do Norte
Kyle Mizokami, em seu artigo para The National Interest, relata os detalhes de um dos segredos melhor guardados neste país: suas bases aéreas no subsolo.

De acordo com a matéria, a Força Aérea da Coreia do Norte pode ter três bases aéreas subterrâneas localizadas nas localidades de Wonsan, Jangjin e Onchun.

A base aérea em Wonsan estará alegadamente dotada de uma pista de 1.800 metros de comprimento e 27 metros de largura, localizada nas entranhas de uma montanha.

No caso de um possível conflito armado, os caças MiG-29 e aeronaves de ataque ao solo Su-25 decolariam das bases aéreas convencionais, mas retornariam às bases subterrâneas, esclarece o autor.

Este plano é plausível, diz Mizokami, pois é possível que as bases aéreas convencionais da Coreia do Norte sejam destruídas imediatamente após o início da guerra.

Além dessas bases aéreas, Pyongyang tem em sua disposição túneis extensos que, segundo vários relatos, poderão até chegar ao centro de Seul, bem como bunkers para tropas construídos na fronteira com o vizinho do sul.

Lançamento de míssil de longo alcance no polígono de Sohae (Coreia do Norte) - Sputnik Brasil
Revelado lugar onde Coreia do Norte produz motores de mísseis (FOTO)
Também se suspeita que o governo norte-coreano tenha esconderijos secretos espalhados por todo o território do país. De acordo com os dados apresentados pela mídia, seu número pode chegar a 8.000.

Alvo difícil

Mizokami explica, entre outras coisas, como os EUA e a Coreia do Sul lutariam contra esta rede subterrânea.

Uma vez que é extremamente difícil localizar essas instalações com satélites, a principal fonte de informações sobre sua localização virá dos desertores da Coreia do Norte, enfatiza o jornalista.

"Quando a guerra começar, a inteligência captará as transmissões de rádio provenientes das instalações subterrâneas anteriormente desconhecidas […] É possível que, apesar dos preparativos, muitas posições descobertas apanhem Washington e Seul de surpresa", ressalta o colunista.

A rede de instalações subterrâneas da Coreia do Norte não só permitiria realizar um ataque de surpresa, mas também prolongaria um possível conflito armado, conclui o autor.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала