Rússia lamenta decisão da Espanha de extraditar programador russo para os EUA

© Foto / PixabayCybercrime
Cybercrime - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Embaixada da Rússia na Espanha expressou pesar pela decisão de Madri de entregar às autoridades dos Estados Unidos o programador russo Pyotr Levashov, detido em Barcelona, no ano passado, a pedido de Washington.

Um homem digita em um teclado de computador - Sputnik Brasil
Espanha decide extraditar 'hacker' russo para EUA
"Lamentavelmente, constatamos no 2 de fevereiro que a Espanha entregou Pyotr Levashov aos EUA, o que foi confirmado pela advogada do cidadão russo. Essa decisão das autoridades espanholas causa decepção, já que, segundo as normas jurídicas universais, a solicitação da Rússia tem prioridade porque Pyotr Levashov é um cidadão da Federação da Rússia", disse a missão diplomática em comunicado. 

O programador, chamado de hacker pelos americanos, foi preso na Espanha em abril de 2017 por suposto envolvimento em espionagem cibernética durante a eleição presidencial de 2016 nos Estados Unidos. De acordo com autoridades de Washington, hackers russos, a serviço do Kremlin, teriam interferido no processo eleitoral norte-americano para favorecer o então candidato republicano Donald Trump, hoje, presidente. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала