EUA agem como se fossem policiais mundiais, opina deputado russo

© REUTERS / Marinha dos EUA/Erik HildebrandtUm caça-bombardeiro americano F/A-18F Super Hornet sobrevoa o porta-aviões da Marinha dos EUA USS Gerald R. Ford, enquanto este testa seus novos sistemas EMALS e AAG no Atlântico
Um caça-bombardeiro americano F/A-18F Super Hornet sobrevoa o porta-aviões da Marinha dos EUA USS Gerald R. Ford, enquanto este testa seus novos sistemas EMALS e AAG no Atlântico - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Estados Unidos "obcecados com a ideia de sua própria hegemonia e exclusividade, continuam atuando como se fossem policiais mundiais", enquanto a influência crescente da Rússia baseia-se em cooperação intensa com outros países, compara o deputado russo, Leonid Slutsky.

Cubano acena positivamente de sua varanda decorada com as bandeiras dos EUA e de Cuba - Sputnik Brasil
Analista: Estados Unidos continuam considerando América Latina como seu 'quintal'
Mais cedo, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson expressou suas preocupações quanto à influência crescente da Rússia e China na América Latina, advertindo os países da região do aumento da dependência.

"Tais declarações refletem a lógica de uma potência colonial. Os EUA infelizmente continuam atuando como se fossem policiais mundiais, obcecados com a ideia de sua própria hegemonia e exclusividade", declarou o presidente da Comissão de Assuntos Internacionais do Parlamento russo.

"Por outro lado, a influência crescente do nosso país é determinada por um alto nível de cooperação bilateral com outros países", destacou.

Além disso, o político russo sublinhou que esta cooperação "baseia-se em respeito mútuo, sem impor valores e modelos de desenvolvimento a outras nações devido a seus interesses egoístas", finalizou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала