Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Rússia não pretende interferir na eleição dos EUA de 2018 como diz a CIA'

© Sputnik / Maksim Blinov / Abrir o banco de imagensRussian Ambassador to the United States Anatoly Antonov. File photo
Russian Ambassador to the United States Anatoly Antonov. File photo - Sputnik Brasil
Nos siga no
Moscou não tem intenção de interferir na próxima eleição legislativa dos EUA, conforme o diretor da CIA Mike Pompeo alegou sem fornecer provas credíveis, o embaixador da Rússia nos Estados Unidos, Anatoly Antonov, disse à Sputnik na terça.

"Revisamos a declaração do diretor da CIA, Mike Pompeo. Não há nada de novo em suas palavras. Ele faz as mesmas reivindicações sem fornecer provas", disse Antonov. "Não há sentido [para que a Rússia interfira nas eleições dos EUA]. Não temos tais intenções".

Representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, Maria Zakharova, durante a entrevista coletiva semanal, Moscou, Rússia, 28 de junho de 2016 - Sputnik Brasil
Rússia dá como 'esgotada' a questão da suposta interferência russa nas eleições dos EUA
Pompeo disse em uma entrevista à BBC na segunda-feira que a Rússia provavelmente terá como alvo as eleições de meio período de 2018 de modo semelhante a como fez durante as eleições presidenciais de 2016.

Antonov disse que ajudar os democratas ou os republicanos a conquistar as próximas eleições dos EUA não faz sentido para a Rússia porque as relações bilaterais não estão melhorando em nenhum dos dois lados.

"Por que ajudaríamos Democratas a vencer as eleições? Não beneficiaria as relações EUA-Rússia, fato comprovado pelos anos de ex-presidente Barack Obama no cargo", disse ele. "Por que ajudamos os Republicanos? As relações entre Washington e Moscou estão se deteriorando. A Rússia já foi nomeada entre os adversários dos EUA".

Presidente russo Vladimir Putin durante sessão plenária do Fórum Econômico Oriental, 7 de setembro - Sputnik Brasil
Putin acusa EUA de querer causar problemas nas eleições presidenciais da Rússia
O embaixador enfatizou que Moscou não se intromete em assuntos internos de estados estrangeiros e acredita que cidadãos de todos os países têm o direito de escolher seus líderes.

Em janeiro de 2017, a comunidade de inteligência dos EUA divulgou um relatório sobre o papel da Rússia nas eleições presidenciais de 2016. Numerosos comitês dos EUA estão atualmente investigando a intromissão alegada de Moscou na votação de 8 de novembro. O Kremlin negou todas as acusações e os chamou de uma tentativa de desviar a atenção pública de questões domésticas importantes.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала