Paquistão participará dos exercícios militares Missão de Paz 2018 na Rússia

© Sputnik / Denis Abramov / Abrir o banco de imagensExercícios militares conjuntos entre Rússia e Paquistão Amizade 2017
Exercícios militares conjuntos entre Rússia e Paquistão Amizade 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Paquistão confirma sua participação nos treinamentos antiterroristas da Organização para Cooperação de Xangai (OCX) Missão de Paz 2018, que ocorrerão no território da Rússia em setembro deste ano.

Bandeiras do Paquistão e Estados Unidos - Sputnik Brasil
Estados Unidos suspendem ajuda financeira ao Paquistão 'por motivos de segurança'
"O Paquistão atribui importância a todas as atividades realizadas no âmbito da OCX. Por isso, assistimos à primeira rodada de negociações de especialistas sobre a Missão de Paz 2018 que ocorreu em novembro do ano passado em Ekaterinburgo, e temos a intenção de participar nos exercícios deste ano", declarou à Sputnik o embaixador paquistanês na Rússia, Qazi Khalilullah.

Formada em 2001, a Organização para Cooperação de Xangai (OCX) integra atualmente a China, Cazaquistão, Quirguistão, Rússia, Tajiquistão, Uzbequistão, Índia e Paquistão.

Além disso, o embaixador sublinhou que a cooperação entre Paquistão e Rússia na área de defesa "está sendo constantemente ampliada e está marcada por frequentes contatos de alto nível".

Pakistan's Defense Minister Khawaja Muhammad Asif - Sputnik Brasil
'Não significa nada': Paquistão rebate declarações de Trump sobre fim de ajuda financeira
O primeiro exercício militar conjunto entre os dois países ocorreu no Paquistão em outono de 2016. Ademais, em 2017 os países participaram do segundo treinamento Amizade 2017, realizado no território russo. "A cooperação técnico-militar entre Paquistão e Rússia também tem sido reforçada ao longo dos anos. Gostaríamos de reforçar ainda mais a cooperação com a Rússia neste importante campo", destacou.

Ao mesmo tempo, o embaixador paquistanês também prestou atenção à cooperação na mesma área de seu país com EUA. Ele afirmou que as declarações sobre ajuda multimilionária dos Estados Unidos ao Paquistão para a luta contra o terrorismo, não são corretas.

Trata-se do tweet do presidente norte-americano, Donald Trump, segundo o qual Estados Unidos prestaram ajuda financeira ao Paquistão, mas Islamabad não apoiou a luta contra terrorismo e abrigou os rebeldes do Afeganistão.

Bandeiras de Paquistão e China - Sputnik Brasil
China comenta sobre construção de base militar no Paquistão
Nessa conexão, o embaixador destacou que "o povo e o governo do Paquistão ficaram profundamente decepcionados e feridos pelas declarações ofensivas dos EUA absolutamente incompreensíveis…", adicionando que "EUA também ignoraram o fato que o povo do Paquistão sofreu enormes sacrifícios na luta contra o terrorismo".

Ademais, Khalilullah sublinhou que as informações de que os terroristas do Daesh (organização terrorista proibida em vários países incluindo a Rússia) alegadamente fogem da Síria e Iraque para Paquistão, não correspondem à realidade.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала