Especialista: Tu-95 é capaz de transformar bombas convencionais em altamente precisas

© Sputnik / Anton DenisovBombardeiro estratégico russo Tu-95MS
Bombardeiro estratégico russo Tu-95MS - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A edição norte-americana The National Interest revelou uma nova particularidade dos bombardeiros russos Tu-95. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista militar Aleksei Leonkov, comentou essa situação.

Decolagem do caça MiG-31 durante manobras - Sputnik Brasil
Acompanhe combate entre 2 caças russos a velocidades supersônicas
Os bombardeiros russos Tu-95 estão obtendo uma nova capacidade que lhes permitirá reagir de forma rápida às mudanças de situação durante ações de combate e surgimento inesperado de novos alvos, escreve a edição norte-americana The National Interest, citando vários especialistas.

De acordo com a edição, o Tu-95 começa a obter capacidades de mudar a designação do alvo dos mísseis de cruzeiro, após já terem sido lançados. 

Além disso, The National Interest assinala que o Tu-95 é capaz de mudar a designação dos alvos durante o voo. Segundo os especialistas, mesmo que os aviões russos ainda não tenham adquirido completamente essa capacidade, ela "estaria se desenvolvendo".

Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista militar Aleksei Leonkov, frisou que a indústria aeronáutica não se limitará somente à modernização destes aviões.

"Os nossos Tu-95 modificados para o MS passaram por uma modernização abrangente, o que lhes permitiu transportar armas modernas. Trata-se dos mísseis de cruzeiro Kh-101. São mísseis que representam uma arma de alta precisão de longo alcance. É evidente que o sistema a bordo que controla os mísseis é digital e moderno. Além disso, o Tu-95 foi equipado com um sistema de navegação que torna bombas aéreas convencionais em de alta precisão", assinalou o especialista.

Caça norte-americano F-35 cumprindo missão - Sputnik Brasil
Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos
"Todas estas capacidades do Tu-95 foram demonstradas na Síria, ao comprovar que o material bélico, que tem uma longa história de criação [Tu-95 foi desenvolvido nos anos 60 do século passado], pode se tornar uma arma bem potente e moderna. Mas é preciso levar em consideração que o recurso da aeronave acabará em breve, e começarão a deixar o serviço até 2025. Contudo, o Tu-95 será substituído pelos bombardeiros estratégicos modernizados Tu-160M e Tu-160M2 […] A propósito, no futuro próximo, será realizado o primeiro voo do Tu-160M que foi desenvolvido no âmbito do programa de modernização", ressaltou Aleksei Leonkov.   

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала