Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Falando do poder militar russo, EUA reconhecem realidade'

© Sputnik / Said Tsarnaev / Abrir o banco de imagensExercícios do exército russo com tanque T-72B3
Exercícios do exército russo com tanque T-72B3 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Ao longo dos últimos dez anos, a Rússia modernizou todas as unidades de suas Forças Armadas, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, Joseph Dunford, durante entrevista aos jornalistas.

Ele disse que ao analisar as transformações que ocorreram em cada unidade das Forças Armadas da Rússia, durante a última década, os EUA ficam preocupados com a situação.

O especialista militar Boris Rozhin na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik notou que o general norte-americano somente reconheceu a realidade existente.

"Além das tarefas de aumentar o orçamento militar, o que será necessário em qualquer caso, há motivos para pensar que no ano seguinte o orçamento militar dos EUA será muito maior, Dunford constata uma nova realidade que já foi aceita pelos analistas norte-americanos."

Veículos de combate de infantaria Bradley e tanques M1A2 Abrams norte-americanos durante os exercícios conjuntos georgiano-americanos (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Exército russo receberá minas 'inteligentes' capazes de espiar tanques inimigos
Segundo esta nova realidade, frisou Rozhin, o exército russo não pode ser comparado com o que era em meados dos anos 2000, e isto se manifesta no caráter de mudanças tecnológicas, na organização da guerra e na gestão. Isto foi até publicado nos relatórios de vários centros analíticos que servem aos interesses do Pentágono ou CIA, onde notavam que o exército norte-americano é inferior ao exército russo moderno.

O analista notou que as declarações dos militares e políticos têm múltiplos objetivos.

Por um lado, eles indicam as ameaças reais que pode apresentar o exército russo ao norte-americano. Por outro lado, eles usam isto como testemunha de que a Rússia é agressiva. Consecutivamente, os EUA têm motivos para aumentar o orçamento militar e o contingente da OTAN na Europa do Leste para se opor efetivamente à Rússia.

O especialista conclui que toda essa retórica tem como objetivo aumentar as relações com a Rússia e reforçar as capacidades de combate das Forças Armadas dos EUA, ignorando o fato de que a Rússia fica em seu território, e as tropas norte-americanas – perto das fronteiras russas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала