Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Protesto termina com pessoa morta a tiros na África do Sul

© AFP 2021 / Phill Magakoe South African riot policemen fire rubber bullets to disperse Somali and foreign nationals clashing with South African nationals during a protest march against illegal immigrants on February 24, 2017 in Pretoria, South Africa.
South African riot policemen fire rubber bullets to disperse Somali and foreign nationals clashing with South African nationals during a protest march against illegal immigrants on February 24, 2017 in Pretoria, South Africa. - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Royal Bafokeng Platinum (RBPlat) da África do Sul, mineradora sul-africana, disse que uma pessoa foi morta e uma de suas esteiras transportadoras foi queimada durante protestos na noite de quarta-feira (10).

Os protestos contra a empresa aconteceram em um dos poços da produtora de platina em uma província no noroeste do país. Os manifestantes se posicionavam contra a a demissão de 14 trabalhadores ainda em dezembro de 2017. Eles foram dispensados após uma greve realizada devido a problemas de infraestrutura em uma cidade próxima.

Ao menos 100 pessoas tentaram entrar na propriedade da empresa, segundo o site Miningmx. Uma guarita e uma cancela foram danificadas pelos protestantes.

"Um indivíduo foi baleado no meio da multidão. Com base em evidências preliminares, incluindo imagens de vídeo, acredita-se que o tiro partiu de manifestantes. O morto não era contratado da RBPlat", disse a empresa em uma declaração nesta quinta-feira (11). A afirmação de que o tiro partiu dos próprios manifestantes foi feita pela empresa baseada em uma análise de vídeo internal. 

Uma investigação foi aberta pela polícia para analisar o caso.

Manifestantes apelando para acabar com a AIDS, na cidade de Durban, África do Sul (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Esperança mundial mora na África do Sul: caso excepcional da cura do HIV
A empresa também teria afirmado que os manifestantes tentaram ganhar acesso a uma das entradas da mina, porém, foram contidos com balas de borracha e de tinta pela segurança do local. 

O incidente ocorreu na noite da quarta-feira e uma porta-voz da companhia disse que as operações continuavam normalmente na mina, apesar de que a situação permanece tensa.

Em 2017, segundo o Miningmx, o preço da platina caiu na África do Sul, gerando milhares de demissões na região dos protestos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала