Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Brasileiro preso na Venezuela acusado de conspirar com a CIA publica relato

© REUTERS / Palácio de MirafloresPresidente da Venezuela, Nicolás Maduro, com uma cópia da Constituição
Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, com uma cópia da Constituição - Sputnik Brasil
Nos siga no
Após ficar 10 dias detidos na Venezuela e ser acusado de conspirar com a CIA contra o presidente Nicolás Maduro, o brasileiro Jonatan Moisés Diniz publicou seu relato sobre o ocorrido nas redes sociais.

O designer gráfico de 31 anos afirmou ter morado na Venezuela entre maio e agosto de 2017 para saber "o que é verdade e o que é mentira". Neste período, ele afirma ter participado de protestos contra o Governo: "odiei muito Maduro nesse tempo por todas as bombas [sic] lacrimógenas que tive que respirar e sim, vi muita barbaridade tanto de um lado quanto do outro".

Nicolás Maduro, presidente de Venezuela - Sputnik Brasil
Venezuela expulsa brasileiro acusado de conspirar com a CIA
À época, o país latino enfrentava uma série de protestos contra a convocação da eleição da Assembleia Nacional Constituinte que deixaram mais de 100 mortos.

Ele afirma ter resolvido voltar à Caracas para doar a maior parte de seu dinheiro para crianças que passavam fome. "Eu não sou lado A nem lado B… Eu só não quero ver crianças morrerem por nossa culpa, por o que nós adultos criamos na Terra, e sim! Criamos um inferno para muitas almas".

Diniz não forneceu mais detalhes sobre sua detenção e afirmou que pretende manter em sigilo seu paradeiro.

Confira o relato de Diniz na íntegra:

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала