Em mensagem ao povo, Kim Jong-un ameaça Washington e fala sobre Olimpíadas de 2018

© REUTERS / KCNAO líder norte-coreano, Kim Jong-un, com os participantes do VIII Congresso da União de Crianças da Coreia do Norte, realizado em Pyongyang
O líder norte-coreano, Kim Jong-un, com os participantes do VIII Congresso da União de Crianças da Coreia do Norte, realizado em Pyongyang - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O líder norte-coreano, Kim Jong-un, anunciou que seu país é uma potência nuclear com tecnologia capaz de atacar o território continental dos Estados Unidos, caso seja necessário.

"Os Estados Unidos continentais estão na zona de nosso ataque nuclear", realçou o líder norte-coreano em mensagem de Ano Novo, que foi transmitida inclusive pela emissora sul-coreana Chosun.

2017 também foi marcado por repetidos testes balísticos da Coreia do Norte e até mesmo um teste nuclear. Na foto, o líder norte-coreano Kim Jong-un. - Sputnik Brasil
Kim Jong-un: botão de disparo nuclear está na minha mesa
"Os Estados Unidos nunca começarão uma guerra contra mim e nosso país", acrescentou ele, dizendo também que Pyongyang "concluiu a criação das forças nucleares da Coreia do Norte".

O líder norte-coreano pediu ao país para acelerar a produção em massa de ogivas nucleares e a de mísseis balísticos.

"É necessário ativar a produção em massa e a implantação prática de ogivas nucleares e mísseis balísticos", disse Kim Jong-un, citado pela agência de notícias Yonhap.

Ademais, durante discurso, o líder norte-coreano advertiu ter um "botão nuclear" ao alcance de sua mão.

No entanto, Kim Jong-un tocou outras questões, além da nuclear, na mensagem de Ano Novo. Assim, ele disse estar considerando enviar a equipe norte-coreana para os Jogos Olímpicos, que se darão na Coreia do Sul em fevereiro, e espera que a Olimpíada seja um sucesso.

Kim Jong-un, durante teste com submarino da Coreia do Norte - Sputnik Brasil
Imprensa: Kim Jong-un ordenou o lançamento de um novo míssil balístico em 2018
"Os Jogos Olímpicos de Inverno, que serão realizados na Coreia do Sul, serão uma boa oportunidade para o país, e esperamos sinceramente que as Olimpíadas de Inverno sejam um sucesso", afirmou o líder norte-coreano.

Ele acrescentou que Pyongyang está disposta a "tomar várias medidas, incluindo o envio de uma delegação [aos jogos]".

Kim Jong-un declarou também que em breve poderia ser realizada uma reunião entre as duas Coreias sobre o respectivo assunto.

O comitê organizador da Pyeongchang 2018 considerou tal anúncio como fator positivo.

"Se a República Popular Democrática da Coreia decidir participar oficialmente, isso será uma manifestação do espírito olímpico", disse o comitê em uma declaração citada pela Kyodo.

A última data para confirmar se a Coreia do Norte enviaria ou não sua equipe de patinação artística a Pyeongchang foi em outubro passado, mas o Comitê Olímpico Internacional pode ainda enviar carta-convite aos atletas norte-coreanos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала