Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Militares israelenses abatem 2 mísseis lançados da Faixa de Gaza

© AFP 2021 / GIL COHEN-MAGEN Sistemas antimísseis do Israel: Iron Dome, MIM-104 e Arrow 3
Sistemas antimísseis do Israel: Iron Dome, MIM-104 e Arrow 3 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Militares de Israel informaram que conseguiram derrubar dois mísseis lançados a partir da Faixa de Gaza contra o território israelense.

De acordo com a assessoria de imprensa do exército israelense, na sexta-feira (29), três mísseis foram disparados da Faixa de Gaza em direção ao território israelense. Os militares conseguiram abater dois mísseis.

​"Depois do recebimento de informação sobre sinais de alerta nos distritos de Sha'ar HaNegev e Sdot Negev, foram revelados três lançamentos de mísseis em direção a Israel. O sistema de defesa aérea Iron Dome [Cúpula de Ferro] derrubou dois mísseis", escreveu a assessoria de imprensa do exército israelense no Twitter.

De acordo com a mídia israelense, o terceiro míssil, que não foi interceptado, danificou um edifício. Ainda não há informações sobre feridos.

Ataques com mísseis, que são lançados do enclave palestino, tornaram-se mais frequentes com o início dos protestos contra o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel pelos EUA.

Tanques israelenses perto da fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza quando retornam do enclave costeiro palestino controlado pelo Hamas em 5 de agosto de 2014 - Sputnik Brasil
Israel inicia exercícios militares entre Faixa de Gaza e Jordânia
No começo deste mês, Donald Trump reconheceu Jerusalém como a capital de Israel, provocando reações internacionais e levando o grupo palestino Hamas a declarar uma terceira Intifada. A Assembleia Geral das Nações Unidas adotou resolução condenando a decisão por esmagadores 128 votos favoráveis contra 9 contrários e 35 abstenções.

Israel conquistou Jerusalém durante a Guerra dos Seis Dias em 1967. A comunidade internacional não reconhece a anexação da parte oriental da cidade, um local sagrado para três religiões, e acredita que seu status deve ser determinado com base em um acordo com os palestinos que tentam criar seu próprio Estado em territórios ocupados pelos israelenses.

DETALHES A SEGUIR

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала