'Obrigado ao navio britânico pela escolta, não foi tedioso'

© Министерство обороны Великобритании / Abrir o banco de imagensMarinha e Força Aérea do Reino Unido acompanham navios russos (foto de arquivo)
Marinha e Força Aérea do Reino Unido acompanham navios russos (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A fragata britânica da Marinha Real, St Albans, acompanhou a fragata russa Almirante Gorshkov, quando esta estava passando perto das águas territoriais do Reino Unido no mar do Norte, comunicou a Marinha do Reino Unido.

O Almirante Gorshkov agora está passando por uma etapa final de testes governamentais e regularmente circula entre os mares Branco e Báltico.

Segundo a Marinha britânica, em 23 de dezembro a fragata St Albans foi chamada para acompanhar o navio russo que passava perto das águas territoriais britânicas. A fragata vigiou o navio russo durante três dias, e em 26 de dezembro deverá retornar à base naval em Portsmouth.

Da esquerda para a direita: corveta Steregushchy, destróier Nastoichivy e fragata Admiral Gorshkov estão ancorados na base da frota russa em Baltiysk na região de Kaliningrado, na Rússia. 19 de julho de 2015. - Sputnik Brasil
Chefe da inteligência alemã chama a Rússia de 'vizinho incômodo'
O ministro da Defesa britânico Gavin Williamson, disse em relação a isso, que "não hesitará na proteção das águas britânicas e não vai tolerar nenhuma forma de agressão". Ele adicionou que é impossível intimidar o Reino Unido quando se trata de segurança nacional, povo e interesses nacionais.

O especialista militar do jornal Komsomolskaya Pravda, Viktor Baranets, na entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik expressou a opinião de que a reação de Londres é exagerada.

"Os políticos britânicos e os seus militares têm uma caraterística interessante – fazer algo a partir do nada. O nosso navio cumpria tarefa em águas neutras e encontrou em seu percurso a fragata britânica. E agora toda a mídia britânica escreve vitoriosamente sobre um 'evento extraordinário'".

Ele adicionou que só lhes faltam declarações de que darão resistência com todos os meios possíveis, incluindo as armas nucleares. "Isto são canções vulgares da OTAN".

Para ele, os políticos britânicos são mentirosos e banais em suas declarações heroicas sobre a prontidão de se opor à Rússia, cujos navios passam pacificamente em águas neutras pelo Reino Unido sem olhar para ele.

"Mas vamos agradecer o navio britânico por ter trabalhado como escolta, não ficamos entediados", concluiu Baranets.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала