Celebração com estilo: Americanos gastaram mais de US$1 bi em árvores de natal em 2017

Nos siga noTelegram
O corte, o transporte e a exibição de pinheiros têm sido uma tradição de férias de inverno no hemisfério norte há séculos, e em nenhum lugar esta convulsão de Natal é tão popular quanto nos Estados Unidos, onde os americanos devem gastar mais de US $ 1 bilhão neste ano com o popular item de decoração.

De acordo a agência de notícias Reuters, estima-se que 27,4 milhões de árvores de Natal foram compradas em 2016 nos EUA, a maioria produzida em apenas punhado de estados. A maioria das fazendas de árvores de Natal dos EUA estão situadas no Oregon e Carolina do Norte, e mais de metade do cultivado nos dois estados vêm de apenas seis municípios.

O líder do Partido Internacional da Juventude, Jerry Rubin, aponta uma arma de brinquedo em sinal de “defesa legítima” em 4 de dezembro, ao ser proibido de participar da sessão do subcomitê de Atividades Antiamericanas. Rubin chegou à sessão vestido de Santa para demostrar que o subcomitê era “um circo total” - Sputnik Brasil
Tudo o que pessoas nos EUA querem para Natal são armas
O Condado de Ashe, na Carolina do Norte, é o maior produtor, fornecendo cerca de duas milhões de árvores em 2012, de acordo com os dados mais recentes disponíveis.

Além disso, cerca de 900 quilômetros quadrados são dedicados à produção das árvores destinadas a ser cortadas para árvores de natal, de acordo com a Associação Nacional de Árvores de Natal.

Luxo custoso

O privilégio de comprar uma árvore de verdade não sai barato e os preços dos pinheiros subiram abruptamente em 2016 graças a um mercado apertado. Alguns americanos preferem um produto reutilizável, momento em que as árvores artificiais, fabricadas principalmente na China, crescem nas vendas de acordo com dados do Departamento de Comércio dos EUA.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала